Coluna | Fatos e Versões
Rodrigo Silva Fernandes
Advogado e articulista político do Jornal Gazeta de Varginha. Escreve todas as quartas e sextas.
Saco de bondades; Entra e sai; Investimentos sem contrapartida; Em obras, até quando?; Apoio comprovado
18/05/2022

Saco de bondades 

A Prefeitura de Varginha comunicou que a primeira parcela (ou cota única) do Imposto Predial e Territorial Urbano – IPTU 2022, vencerá nos dias 20, 21, 22 e 23 de junho, conforme Decreto Municipal 10.976/2022. De acordo com a Prefeitura, os carnês começarão a ser distribuídos na primeira quinzena do mês de junho, conforme o grupamento do calendário. Quem não receber o impresso pelos Correios poderá retirar no site ou pessoalmente na sede da Prefeitura, na Rua Júlio Paulo Marcelini, 55, Vila Paiva. Quem optar por pagar à vista terá 10% de desconto. É bem verdade que o Executivo municipal tem sido “estranhamente caridoso” com o contribuinte neste ano! Seria maldade da coluna dizer que “esta bondade do governo coincide com ano eleitoral”? Saberemos disso ano que vem! 

Entra e sai 

O diário oficial de 05 de maio informa a exoneração do atleta Marcelo Alcântara Ribas, do cargo de supervisor de Administração do Centro de Artes e Esportes Unificados – CEU – CPC 2. O atleta é pai da também atleta e lutadora Amanda Ribas, que tem ganhando fama e levado o nome de Varginha nas disputas nacionais e internacionais com vitórias no UFC mundo afora. Não sabemos se a administração municipal vai empregar Ribas em algum outro cargo. Fato é que a fama de Amanda Ribas e a legião de seguidores da Família Ribas no esporte pode render votos neste ano e isso está no radar de muita gente no mundo político. 

Investimentos sem contrapartida

A coluna acompanha parte dos gastos públicos municipais por meio das publicações no Diário Oficial. Entre as áreas da administração municipal que tem recebido muitos recursos públicos está a Guarda Civil Municipal. Já o Parque Municipal São Francisco, grande área de vegetação sub responsabilidade do Executivo Municipal, com inúmeras espécies da fauna e flora, diversas nascentes de água são praticamente rodeadas pela cidade, agora vai também receber novos investimentos do poder público municipal. Destaca-se que a coluna é inteiramente favorável a investimentos, tanto na Guarda Civil Municipal quanto no Parque Municipal São Francisco. O novo investimento foi publicado no Diário Oficial de 05/05, por meio da homologação da tomada de preços nº 01/2022, cujo objeto constitui-se da contratação de serviços na área de engenharia, incluindo o fornecimento de mão de obra, materiais e equipamentos necessários para a execução das obras de construção de sala de multimídia, sanitários e sala de gerência, reforma da base da Guarda Civil Municipal e reforma da Portaria principal do Parque São Francisco. O valor total da contratação está orçado em R$ 728.982,99 (setecentos e vinte e oito mil novecentos e oitenta e dois reais e noventa e nove centavos). Contudo, vale destacar que o Parque Municipal São Francisco, nos últimos anos, sofreu com diversas invasões, queimadas e até saques e depredações no local. Vale também destacar que é papel da Guara Municipal proteger tal parque, que é um importante bem público. Na iniciativa privada, um dos parâmetros para investimentos é a contrapartida. Ou seja, retorno do gasto investido! Já que não se visa lucro na gestão pública, é razoável pensar que, depois do alto investimento na Guarda Municipal e no Parque São Francisco, o local estará mais seguro? Ou será que mais este gasto do poder público municipal será entregue sem nenhum compromisso das instituições beneficiadas para melhorar o desempenho das mesmas? Aliás, os gastos/investimentos deste governo municipal, que tem sido generoso com algumas áreas da administração, contudo precisa ser precedido de “compromissos e contrapartidas” das áreas que estão a receber investimentos. Afinal, o dinheiro dos impostos do contribuinte não é “capim”! 

Em obras, até quando? 

A sede da Prefeitura de Varginha tem sido alvo de diversas obras ao longo dos últimos anos. A sede do comando do Executivo municipal tem passado por obras sucessivas, algumas polêmicas como a que retirou o nome do prédio da sede, batizada como prefeito Mauro Tadeu Teixeira. A última obra verificada na sede é apontada pela tomada de preço 002/2022, com decisão publicada no diário oficial de 5 de maio. Na licitação que tem o objeto de contratação de serviços na área de engenharia incluindo mão de obra, materiais e disponibilização de equipamentos necessários para execução de obras de reforma e revitalização do Prédio Sede da Prefeitura de Varginha, decidiu por classificar e declarar vencedora no certame a empresa Construtora LF Ltda. Será que o Governo Municipal fez um planejamento de todas as obras necessárias na sede do Executivo e dividiu a execução das obras em partes distintas? Ou será que, justamente por falta de planejamento, a sucessão de obras realizadas na sede tem sido alvo da reclamação de servidores? Fato é que, tem sido comum nas gestões municipais, o fazer de obras por uma gestão que, com a mudança de governo ou grupo político, são refeitas ou mudadas pela gestão seguinte. O que traz prejuízos aos cofres públicos por conta da falta de planejamento técnico. Será que Varginha está livre destas falhas de entendimento? 

Apoio comprovado 

Em notas divulgadas pela coluna recentemente, informamos sobre as articulações políticas envolvendo apoio à candidatura a deputado estadual de Carlos Honório Ottoni Junior (Honorinho), que é secretário municipal de Governo (licenciado), ainda estavam pendentes. A coluna dizia que entre os dois principais apoiadores alvo de Honorinho, fundamentais para sua campanha regional, estavam o ex-deputado Dilzon Melo e o ex-prefeito Antônio Silva. Nesta semana, a coluna recebeu vídeo de apoio onde Antônio Silva e Dilzon Melo declaram apoio à candidatura do secretário licenciado Honorinho. Sem dúvida duas grandes conquistas, pois ambos os líderes políticos têm muitos votos e apoiadores entre as lideranças populares regionais. Embora Honorinho ocupe o cargo de secretário, também é servidor público municipal de carreira, lotado na secretaria de Planejamento, e pode ter boa votação entre os servidores também. A construção da candidatura de Honorinho tem sido silenciosa, mas eficiente. O candidato também terá o apoio formal de prefeito Verdi Melo e agora precisa conscientizar o eleitor local da importância de votar em nomes da cidade, a fim de evitar a pulverização de votos por candidatos que não tem compromissos com a cidade. Os mais próximos de Honorinho dizem que o candidato está animado e otimista, embora não planeje gastar muito. O PTB, partido do candidato, não terá muito recurso disponível para as eleições deste ano, daí a importância de apoios como Antônio Silva e Dilzon Melo a Honorinho, uma vez que as lideranças políticas regionais podem trazer votos sem implicar em gastos de campanha. A conferir qual será votação do secretário, que certamente vai mobilizar a maior parte da base aliada de Verdi Melo. No Partido Progressista, a quem olhe diariamente para as articulações de Honorinho, com vistas ao impacto desta candidatura nas eleições de 2024. 

Viana em Varginha

O senador Carlos Viana (PL), pré-candidato ao Governo de Minas, esteve em Varginha na última sexta (13/05) onde encontrou-se com políticos e empresários do Conselho Empresarial do Sul de Minas. O Grupo UNIS é um dos idealizadores do Conselho Empresarial do Sul de Minas, que reúne o setor produtivo regional e desde 2018, vem recebendo pré-candidatos para cargos municipais, estaduais e federais para conhecer o programa de governo destas autoridades, bem como apontar caminhos para o desenvolvimento do Poder Público e iniciativa privada. Já passaram pelo Conselho Empresarial do Sul de Minas autoridades como o governador Zema, o senador Rodrigo Pacheco, o conselheiro do Tribunal de Contas da União Antônio Anastasia, o ex-prefeito de BH Marcio Lacerda entre outros. O senador Carlos Viana já conhece Varginha e tem boas parcerias na região, que inclusive resultaram em destinação de recursos para a Saúde de Varginha. Carlos Viana e o deputado estadual professor Cleiton Oliveira (PV), já destinaram recursos para o Hospital Regional do Sul de Minas. Viana também participou de ações políticas que resultaram em obras na cidade, mas o senador, que também é jornalista, tem poucos apoios formais em Varginha. Afinal, sua candidatura ao governo estadual e recente e ainda uma dúvida, segundo adversários. A visita de Viana faz um contraponto as visitas recentes de Zema e Kalil, que também estiveram na cidade em buas de construção de apoio para as eleições, e serão candidatos ao Governo de Minas em outubro. As pesquisas apontam liderança de Zema, que busca a reeleição, contudo, a campanha esta apenas começando e Viana falou bem nos encontros que manteve na cidade. E a parceria entre Viana (PL) ao Governo de Minas e Bolsonaro (PL) para o Planalto, promete render votos e apoios a Viana. Na verdade, a candidatura de Carlos Viana ao Governo de Minas surgiu justamente porque o governador Zema (Novo) não pretende se alinhar a Bolsonaro já no primeiro turno, tendo em vista a candidatura de Felipe Davila a presidência da República pelo Partido Novo, mesma legenda de Zema. Isso implica que, muitos dos eleitores que apoiavam Bolsonaro e Zema, podem agora mudar para Bolsonaro e Carlos Viana! Assim, a candidatura de Carlos Viana ao Governo de Minas é uma incógnita que pode ou não decolar, a depender da campanha de Bolsonaro, que será seu principal apoiador e puxador de votos. Mas é certo que Viana vai tirar mais votos de Zema do que de Alexandre Kalil (PSD), que caminha para apoiar o ex-presidente Lula. A conferir 

Demais candidatos também virão

O Conselho Empresarial do Sul de Minas pretende ouvir os demais candidatos ao Governo de Minas que passarão por Varginha ao longo da campanha política. As datas previstas são: Romeu Zema (Novo) dia 10/06, Alexandre Kalil (PSD) dia 08/07, Miguel Corrêa (PDT) dia 12/08 e Marcos Pestana (PSDB) dia 16/09. As datas podem mudar de acordo com a agenda de cada candidato, além disso, é possível que os candidatos ao Senado também sejam ouvidos. Varginha tem enorme importância na campanha estadual, visto que é uma das cidades polo do Sul de Minas, que ainda soma a imprensa tradicional composta por TVs, Rádios e Jornais que possuem grande força na cidade e irradiam informações para as demais cidades da região, o que faz de Varginha uma cidade que é certa na agenda de todo candidato majoritário em âmbito estadual e nacional. Alguns dos principais partidos de Minas, como o MDB e o PT ainda não manifestaram sobre o lançamento de candidato ao Governo de Minas ou Senado, o que também pode alterar a agenda de reuniões políticas na cidade. Aliás, vale destacar que segundo os matemáticos da política mineira, o PSDB o MDB e o PT foram os partidos políticos do estado que mais perderam densidade, ou seja, vão chegar ao pleito com suas bancadas reduzidas, tanto em Brasília como em Minas. 

Pé na estrada 

Com a visita de Viana e sua fala ao Conselho Empresarial do Sul de Minas, também tivemos outro fato importante: o afastamento do reitor Stefano Gazola da presidência do Conselho, bem como das funções no comando do Grupo UNIS. Gazola deu início a sua pré-candidatura a deputado federal onde pretende visitar mais de 100 cidades e mobilizar seus apoiadores com as bandeiras da Educação, Inovação e Desenvolvimento. Stefano Gazola disse que não pretende voltar ao comando do Conselho Empresarial ou do Centro Universitário que ajudou a construir e consolidar. Para os próximos ao educador, isso é a “senha para dizer que, vai apostar numa vitória nesta eleição”. Certamente isso vai mudar muito a vida no UNIS no ano que vem! De qualquer forma, ainda tem muito a acontecer até lá! A própria base de Gazola e controversa, visto que o pré-candidato pretende apoiar a reeleição de Zema, contudo o deputado estadual professor Cleiton Oliveira, um dos nomes com quem Gazola vai dobrar em Varginha, deve apoiar a candidatura de Alexandre Kalil (PSD). Já muitos outros professores (base da campanha de Gazola) tem maior afinidade com a candidatura presidência do ex-presidente Lula, o que sabemos ser bem diferente do perfil de Stefano Gazola. Trocando em miúdos, o pré-candidato vai precisar convencer muitos de seus apoiadores das escolhas que fará para o Governo de Minas e Presidência da República, ou então mudar de opinião, o que não é tarefa fácil. Gazola também vai contar com apoios importantes como do ex-prefeito Antônio Silva e também do prefeito Verdi Melo. E a exemplo dos demais candidatos locais, vai precisar convencer o eleitor local a valorizar os nomes de Varginha, que possuem maior comprometimento com a cidade e região. A conferir!

Comente!

 
Últimos artigos deste colunista
« ver todos
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Colunistas

Página Principal | Notícias | Entretenimento
SIGA O VARGINHA ONLINE Curta a Página do VOL no Facebook Siga o VOL no Twitter Fale conosco
Expediente | Privacidade | Entre em Contato | Anuncie no Varginha Online

Todos os direitos reservados 2000 - 2021 - Varginha Online - IPHosting- Hospedagem de Sites (Parceiro Varginha Online)