Notícias | Geral
23/03/2018 - 13:25:02
Varginha integra chapa pela renovação do sistema FECOMÉRCIO
Com assessoria
Foto: Divulgação/Chapa Renova
(Foto: Divulgação/Chapa Renova)
Pela primeira vez em 80 anos haverá uma chapa de oposição concorrendo pela presidência da federação
 
A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio-MG), entidade de representação e defesa do comércio no Estado, terá uma disputa acirrada nas próximas eleições. Pela primeira vez em quase 80 anos de história, haverá uma chapa de oposição para a presidência da entidade: a Renova. O lançamento ocorreu nesta quinta-feira (22/03) no Automóvel Clube de Belo Horizonte e contou com a presença de vários empresários do setor de todo o Estado. Claudinéia Botelho representou o Sindicato do Comércio de Varginha na solenidade. 
 
Estado em modelo de gestão da Fecomércio MG, implantado pelo atual presidente, que é acusado de diversas irregularidades na Justiça, denunciadas pelo Ministério Público de Minas Gerais. Estas denúncias originaram dois processos judiciais (2220409-79.2014.8.13.0024 e 2142850-46.2014.8.13.0024), em trâmite na 3ª Vara Criminal de Belo Horizonte. 
 
Houve também recente decisão do Tribunal de Contas da União (TCU) determinando a abertura de procedimento de Tomada de Conta Especial, em razão de terem sido detectados graves irregularidades na gestão do SESC Minas, em obras no Edifício Sede do órgão e na aquisição de imóveis com preços superfaturados. 
 
A insatisfação com a atual gestão surge inicialmente pelo descumprimento de compromissos de campanha da eleição de 2010, entre eles o da limitação de mandatos a apenas uma reeleição.  De lá para cá, diante dos muitos problemas gerados pelos erros de gestão, inclusive com o envolvimento do nome da Fecomércio, como vítima, em suspeitas de irregularidades, o sentimento de mudança foi ganhando corpo entre empresários e seus sindicatos de todo o Estado, resultando, agora, na chapa Renova, um grupo coeso de mais de 70 integrantes, unidos em prol da renovação e do resgate do Sistema Fecomércio Minas, SESC e SENAC, para cumprir seu papel de defesa da categoria econômica e do desenvolvimento econômico e social. 
 
O presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Varginha, Aureliano Zonan, apoia a chapa e fala da necessidade de mudança na direção da Fecomércio MG. “Eu vejo a Renova como uma chapa que veio para modificar de forma substancial a gestão da Fecomércio. Um dos motivos que me fez apoiá-la é ela ser representada, de fato, por empresários do comércio, pessoas que empreendem, que geram emprego, que geram renda, que trabalham de fato no seu negócio. Outro motivo foi a gente enxergar que federação precisa de uma reestruturação, de ser renovada e passada a limpo. Ela necessita deter, na liderança, pessoas dignas, capazes de gerenciar um entidade do porte da federação e de todo o sistema do SESC e SENAC”, afirma Zonan 
 
Encabeçam a chapa os empresários Nadim Donato, presidente do Sindilojas-BH, e Emerson Beloti, presidente do Sindicomércio de Juiz de Fora, tradicionais varejistas mineiros com vários anos dedicados ao setor. “A chapa Renova traduz o momento em que o país está vivendo, de necessidade de mudanças e de renovação. Ela foi construída com o passar dos anos, em que fomos vendo as coisas acontecerem de forma errada na Fecomércio. A ideia da chapa Renova é reformular a federação e fazer com que ela desenvolva todos os sindicatos, principalmente os do interior, para que eles se tornem cada vez mais fortes, alavancando o setor”, diz Donato, candidato à presidência da Fecomércio.
 
A chapa Renova tem como principal proposta o fortalecimento do Sistema Fecomércio em Minas,  com a racionalização do uso dos seus recursos, inclusive dos seus braços sociais, o SESC e o SENAC, com a ampliação da presença institucional e do apoio à categoria econômica em todo o Estado mineiro. O grupo visa, também, o fortalecimento dos sindicatos patronais do comércio de bens, serviços e turismo, a fim de que a entidade seja mais respeitada e verdadeiramente ouvida, com base em argumentações técnicas competentes, com atuação transparente e participativa. 
 
Os empresários do grupo entendem que sindicatos fortes constituem caminho para uma Federação também forte, capaz de influenciar políticas públicas que fomentem o comércio em cada região. 
 
“Somos contra o terceiro mandato. Temos que ter alternância do poder, pois quem fica muito tempo não se preocupa em deixar um legado. Defendemos mandato de quatro anos, com direito a apenas uma reeleição por outros quatro”, destaca Beloti, candidato a vice-presidente pela chapa Renova.
 
Democracia
 
Outro ponto importante proposto pelo grupo é a alteração no estatuto da Fecomércio, permitindo que o presidente seja reeleito apenas uma vez. Após ficar cerca de 30 anos com o mesmo presidente, a Fecomércio terá a atual gestão, iniciada em 2010, tentando em 2018 um terceiro mandato consecutivo, o que contraria a promessa feita há oito anos. Para Emerson Beloti, a manutenção de uma mesma gestão por período prolongado no comando da federação, sem alternativas, é antidemocrático, não oxigena a instituição e prejudica à entidade.
 
Crescimento
 
A Renova espera que todo esse movimento de reformulação na gestão da Fecomércio resulte em mais sindicatos filiados. Para se ter uma ideia de como a federação está parada no tempo, a entidade contou, por quase 30 anos, com apenas vinte e nove filiados em todo o estado, que possui 853 municípios, 120 deles com mais de 30 mil habitantes. Pressionada por meio de forte campanha de integrantes da chapa Renova, a Fecomércio promoveu a filiação de onze novos sindicatos, totalizando os atuais quarenta afiliados, forçando, assim, o início de uma abertura democrática na entidade.
 
Além do Sindicato do Comércio Varejista de Varginha, sindicatos de São Lourenço, Poços de Caldas e do Vale do Sapucaí, no Sul de Minas, também participam da eleição. 
 
A chapa Renova conta com importantes empresários do comércio mineiro, entre eles nomes conhecidos em todo o Estado, dentre presidentes e demais dirigentes de sindicatos patronais. Esses líderes estão confiantes na vitória, por entenderem que é necessário mudar a trajetória temerária em que se encontra o Sistema Fecomércio Minas, modificando seu modelo de atuação, para permitir que se cumpra, com transparência e efetivamente, seu papel de representação. 

Siga o Varginha Online no Facebook, Twitter e no RSS.

Comente a Notícia!

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Últimas Notícias
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Página Principal | Notícias | Entretenimento | Guia Comercial | Guia de Bares e Restaurantes | Guia de Hospedagem
SIGA O VARGINHA ONLINE Curta a Página do VOL no Facebook Siga o VOL no Twitter Fale conosco
Quem Somos | Entre em Contato | Cadastre sua Empresa | Cadastre seu Evento | Central do Usuário | Anuncie no Varginha Online

Todos os direitos reservados 2000 - 2014 - Varginha Online - IPHosting- Hospedagem de Sites (Parceiro Varginha Online)