Coluna | Cidadania Reativa
Willes Silva Geaquinto
Psicoterapeuta Holístico, Consultor e Palestrante Motivacional, Escritor - Autor dos livros "Cidadania, O Direito de Ser Feliz” e Autoestima – Afetividade e Transformação Existencial

Interatividade: Os textos desta coluna expressam apenas a opinião do autor sobre os assuntos tratados, caso o leitor discorde de algum ponto ou, até mesmo, queira propor algum tema para futura reflexão, fique a vontade para comentar ou fazer a sua sugestão.

Site: www.viverconsciente.com.br
Porco-Espinho, Coruja e Outros Bichos...
26/09/2011
O que você faria se todo ano alguém ateasse fogo em sua casa e você não tivesse para onde ir? Pois bem, é isso que acontece todos os anos com uma quantidade imensurável de animais e insetos, todos integrantes de uma teia natural integrante da nossa biodiversidade. Quando se promove queimadas se está condenando uma gama de integrantes do habitat natural à morte, incluindo aí o tal do bicho homem que, no curto, médio ou longo prazo, arcará inexoravelmente com as conseqüências desses atentados contra a vida.

Por isso queimada é crime!

E você deve estar pensando: e o que tem a ver com o porco-espinho com essa história? O nosso herói, sobrevivente de uma das tantas queimadas que criminosamente assolam nossa cidade, foi salvo e conduzido a um bom lugar pelos outros heróis, agentes do Corpo de Bombeiros, enquanto perambulava sem direção pela Avenida dos Imigrantes. Aliás, registre-se também que ele também foi salvo de ser atropelado pelos veículos que transitam por ali furiosamente, certo que o trânsito caótico daquela avenida já vitimou muitas pessoas. Talvez, por acaso ou ironia, algumas pessoas não venham a ter a mesma sorte do nosso porco-espinho, principalmente se as autoridades ditas responsáveis não tomarem medidas eficazes para disciplinar o trânsito na Avenida dos Imigrantes.

Mudando de assunto. É interessante observar como a falta de consciência de cidadania de parte considerável da nossa população é tênue ou inexistente. Para alguns basta um time de futebol terceirizado para que se esqueçam das coisas mais sérias que a cidade está a exigir, para outros basta ser agraciado com algum favor que está tudo bem. A verdade é que, apesar da exagerada propaganda oficial propalar que o município é um dos “mais bem administrados”, basta observar a cidade com olhar mais atento para ver que não é bem assim. Pense: Uma cidade que não possui um aterro sanitário decente, que o cuidado com o meio ambiente é só falatório inconseqüente, que não possui educação ambiental, que o lixo vive espalhado pelas calçadas e ruas, que pessoas com necessidades de exames urgentes correm risco de morte pela demora em serem atendidas, que ainda possui esgotos correndo a céu aberto e ribeirões poluídos, que não recicla seu lixo, pode ser considerada eficazmente bem administrada?

Alguns dos critérios para definir o modelo de cidade “bem administrada”, nos dias atuais, passam pela existência de políticas públicas sustentáveis e pela transparência administrativa. A própria prefeitura municipal, se quisesse dar exemplo, já deveria ter implantado em suas secretarias algum programa de sustentabilidade. Quando participei do Fórum da Agenda 21, sugeri que a primeira etapa de um plano de sustentabilidade a ser implantado no município deveria obrigatoriamente começar pelo comprometimento da própria administração municipal que, a meu ver, pela ação ou omissão, não preserva e deixa degradar e poluir o meio ambiente de Varginha. É claro que essa proposta não foi adiante e até hoje permanece assim. Aliás, há tempos tenho observado que, seja no Fórum, no Codema ou em outros Conselhos de Direito, como o Conselho Municipal de Saúde, por exemplo, só se aprova o que é do interesse da administração municipal. Faltam transparência e publicidade das pautas e decisões desses Conselhos. Vale indagar novamente: alguém sabe por quem e como são feitos os estudos ou relatórios de impacto ambiental para a liberação de loteamentos, que estão sendo aprovados a toque de caixa ultimamente? Qual o papel do Codema nesse processo? Quais são os critérios para emissão desse relatório, conhecido como RIMA?Por que não é dada publicidade mais ampla dos atos do Codema?

No mais, vale torcer para que o porco-espinho volte logo para junto dos seus iguais e viva feliz até a próxima queimada. Quanto aos outros bichos, que a vida ou o zoológico lhes ensine proveitosas lições.

Comente!

 
Últimos artigos deste colunista
« ver todos
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Colunistas

Página Principal | Notícias | Entretenimento | Guia Comercial | Guia de Bares e Restaurantes | Guia de Hospedagem
SIGA O VARGINHA ONLINE Curta a Página do VOL no Facebook Siga o VOL no Twitter Fale conosco
Quem Somos | Entre em Contato | Cadastre sua Empresa | Cadastre seu Evento | Central do Usuário | Anuncie no Varginha Online

Todos os direitos reservados 2000 - 2014 - Varginha Online - IPHosting- Hospedagem de Sites (Parceiro Varginha Online)