Notícias | Saúde
Com assessoria | 28/05/2020 - 14:36:39
Armazenar escovas de dentes juntas pode colocar saúde em risco
Foto: Divulgação
(Foto: Divulgação )

Escovar os dentes diariamente é fundamental para evitar o surgimento das cáries, a formação do tártaro, das placas bacterianas e outros problemas sérios de saúde. No entanto, essa higienização pode não ser eficiente dependendo da forma como as escovas dentais são armazenadas e limpas. 

Desde o primeiro uso, as escovas já começam a acumular bactérias, provenientes da própria boca. Elas não são consideradas um risco, uma vez que já estão presentes no corpo. O risco de transmissão de bactérias e vírus surge quando há o contato com escovas dentais usadas pelos outros membros da família. Isso porque o toque entre as cerdas pode criar um ponto de contaminação cruzada. Por isso, elas devem ser guardadas separadamente e com a cabeça coberta.
 
A capinha protetora é uma ótima solução para evitar que as bactérias alcancem as escovas. Para manter ativa essa funcionalidade e impedir a formação de fungos causados pela umidade, é importante que a capa seja sempre higienizada.
 
A Condor possui modelos de escovas vendidos juntamente com a capa, que serve justamente para proteger as cerdas de possíveis contaminações. Caso sua escova não venha com a capinha protetora, há a opção do conjunto com três capinhas para adquirir separadamente.
 
A escova dental Antibac, da Condor, vem com um prático estojo protetor com ação antibacteriana. A escova e o estojo possuem em sua composição íons de prata, que garantem a proteção em todas as partes da escova: cabo, cabeça e cerdas. As cerdas vem com corte em zig zag que alcançam melhor os espaços entre os dentes.
 
A limpeza da escova no dia a dia também segue como medida essencial para a prevenção de males bucais. O ideal é lavar a escova em água corrente e retirar o excesso de água com leves batidas.
 
Confira as dicas da Condor para evitar a contaminação das escovas dentais:
 
- Lave bem as mãos antes de iniciar a escovação. As mãos sujas podem levar bactérias para a boca;
- O ideal é que as escovas dentais sejam trocadas a cada três meses justamente por conta do acúmulo de bactérias;
- Em casos de processos infecciosos como gripes e resfriados, as escovas devem ser trocadas logo após a recuperação. A água corrente e o creme dental não são capazes de eliminar os vírus, o que pode ocasionar uma recaída da doença;
- Nunca compartilhe ou empreste escovas dentais. Elas são de uso pessoal e o uso compartilhado pode provocar infecções e contágio de doenças;
- Não deixe a escova próxima ao vaso sanitário. Ao acionar a descarga, os coliformes fecais são lançados no ar e podem chegar à escova dental.
 

 

 

Siga o Varginha Online no Facebook, Twitter.

 

Comente a Notícia!


Página Principal | Notícias | Entretenimento | Guia Comercial | Guia de Bares e Restaurantes | Guia de Hospedagem
SIGA O VARGINHA ONLINE Curta a Página do VOL no Facebook Siga o VOL no Twitter Fale conosco
Quem Somos | Entre em Contato | Cadastre sua Empresa | Cadastre seu Evento | Central do Usuário | Anuncie no Varginha Online

Todos os direitos reservados 2000 - 2014 - Varginha Online - IPHosting- Hospedagem de Sites (Parceiro Varginha Online)