Notícias | Eleições
Estado de Minas | 13/10/2010 - 10:19:45
PV pode definir rumos nesta quarta-feira para o segundo turno

Executiva Nacional do partido se reúne em Brasília. Se houver consenso, resultado pode influenciar plenária marcada para domingo. Pesquisa interna aponta maioria serrista

Os integrantes da Executiva Nacional do PV reúnem-se nesta quarta-feira pela manhã, em Brasília, quando poderão definir qual caminho o partido seguirá neste segundo turno das eleições presidenciais: apoio à ex-ministra da Casa Civil Dilma Rousseff (PT), ao ex-governador de São Paulo José Serra (PSDB) ou optar pela neutralidade. O objetivo principal é evitar que haja um racha na legenda, principalmente com o grupo ligado à senadora Marina Silva (PT) – que se tornou a principal estrela destas eleições ao ser escolhida por quase 20 milhões de brasileiros e levar a disputa pelo Palácio do Planalto para o segundo turno.

Membro da Executiva Nacional, o mineiro João Henrique Melo defende que seja encontrado um consenso – o que pode levar a uma decisão sobre a postura do PV ainda hoje. “A reunião da executiva tem a possibilidade, em tese, de tomar a decisão. Mas defendo isso apenas se houver um consenso, buscando conciliar todas as linhas. É uma decisão política, e deve-se buscar ouvir todas as partes, até para termos uma posição mais tranquila”, afirmou.

Caso contrário, o assunto será discutido no domingo que vem, durante plenária do PV que reunirá executiva, dirigentes e conselheiros. Estão aptas a votar 80 pessoas, entre elas os 53 membros da executiva e 15 representantes dos chamados núcleos vivos da sociedade de igrejas e do Movimento Marina Silva, uma exigência da senadora. Estima-se que a grande maioria do grupo defende o apoio a um candidato, enquanto apenas aqueles ligados a Marina Silva querem a neutralidade.

Uma pesquisa interna realizada ontem pelo partido aponta a tendência dos filiados e pode ser considerada um sinal do que pode acontecer hoje na reunião da Executiva Nacional. Ao todo, 3.492 filiados e simpatizantes votaram pela internet. A maioria, 2.060 pessoas, escolheu José Serra (59%). A posição de neutralidade ficou em segundo, com 1.017 votos (29,1%). O apoio a Dilma Rousseff teve o voto de apenas 415 pessoas (11,9%).

Em Minas Gerais, o presidente estadual do PV, Ronaldo Vasconcellos, já avisou que não será aceita a postura neutra. Durante encontro realizado na semana passada, o PV mineiro aprovou a tendência de apoio a José Serra, mas, segundo o dirigente, a legenda acatará caso a decisão da direção nacional seja fazer campanha para Dilma Rousseff – embora os sete deputados estaduais façam parte da base de apoio do governo Aécio Neves (PSDB), aliado do candidato tucano. Na sexta-feira, Vasconcellos havia postado na sua página do Twitter: “Não reina paz e harmonia entre o nosso PV nacional e a presidenciável Marina: duas reuniões marcadas, duas datas diferentes, duas posições. Ruim.”

MUTIRÃO

No embalo da popularidade de Marina Silva, o PV mineiro quer aumentar o número de filiados e se fortalecer. Hoje à tarde, em Belo Horizonte, o partido promove um mutirão de filiações, quando são esperadas pelo menos 300 adesões. A data foi escolhida porque amanhã é o prazo estabelecido pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MG) para que as legendas enviem as listas com os nomes de filiados e pessoas que se desligaram.

“Queremos aproveitar a onda Marina. Desde as eleições, estamos vendo um crescimento de pessoas que se interessam e querem saber mais sobre as questões ambientais”, afirmou Ronaldo Vasconcellos. De acordo com ele, houve um grande aumento na procura de informações sobre como se filiar ao PV pelo site e na sede do partido. Alguns dos novos nomes da legenda serão prováveis candidatos a vereador nas eleições de 2012. O objetivo do PV é ter força para se posicionar nas questões políticas, evitando ter destaque apenas em período eleitoral.

A cada seis meses serão feitos novos mutirões de filiação. A meta é saltar dos atuais 2 mil filiados em Belo Horizonte para pelo menos 2,5 mil. Em todo o estado são cerca de 30 mil verdes. Nas eleições do dia 3, o PV elegeu seis representantes para a Assembleia Legislativa de Minas Gerais – um a menos em relação à atual composição – e 15 para a Câmara dos Deputados – dois parlamentares a mais comparando-se à atual bancada em Brasília. Em todos os estados brasileiros serão, a partir de fevereiro do ano que vem.


 

 

Siga o Varginha Online no Facebook, Twitter.

 

Comente a Notícia!


Página Principal | Notícias | Entretenimento | Guia Comercial | Guia de Bares e Restaurantes | Guia de Hospedagem
SIGA O VARGINHA ONLINE Curta a Página do VOL no Facebook Siga o VOL no Twitter Fale conosco
Quem Somos | Entre em Contato | Cadastre sua Empresa | Cadastre seu Evento | Central do Usuário | Anuncie no Varginha Online

Todos os direitos reservados 2000 - 2014 - Varginha Online - IPHosting- Hospedagem de Sites (Parceiro Varginha Online)