Coluna | Fatos e Versões
Rodrigo Silva Fernandes
Advogado e articulista político do Jornal Gazeta de Varginha. Escreve todas as quartas e sextas.
Prata da casa; Perda educacional; Trânsito: Falta de ações e palpiteiros; Jogo jogado
15/07/2020

Prata da casa

No último final de semana Varginha foi destaque internacional, e não foi pelo ET de Varginha, nem mesmo pela qualidade do nosso café exportado. A atleta Amanda Ribas venceu mais uma luta do famoso e disputado UFC no torneio que ocorreu em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes. A atleta e sua família são de Varginha e iniciaram ao esporte na cidade, onde seu pai possui uma academia. O sucesso de Amanda Ribas deve-se sobretudo ao esforço e empenho pessoal e de seus treinadores, que com pouco apoio mostram o quanto a jovem Ribas tem talento nos ringues. O caso ilustra bem o quanto é necessário investir em esportes e alternativas saudáveis para a juventude local. Ainda mais com um caso de sucesso para motivar toda uma geração. Varginha possui diversas academias de rua, quadras poliesportivas e a Secretaria Municipal de Esportes possui piscinas e estrutura para a preparação de atletas em diversas modalidades. O sucesso de Amanda Ribas é mais que um exemplo do trabalho e talento da “prata da casa”, mas sobretudo um exemplo para nossa juventude e nossos governantes, para que invistam e acreditem no esporte e seu poder transformador e alavanca de desenvolvimento. Temos outros casos de sucesso em Varginha em outras áreas, todos eles com um mesmo perfil: poucos ou nenhum teve apoio consistente dos governos! Isso mostra que ainda temos muito a percorrer até que exemplos de superação como o de Amanda Ribas sejam comuns em nossa cidade. Parabéns Amanda Ribas, vamos em frente!

Perda educacional

Na semana que passou tivemos mais uma notícia triste na Educação. O Colégio Catanduvas anunciou seu fechamento! A instituição já vinha sofrendo perdas em razão da concorrência e falta de recursos, a paralisação das aulas presenciais resultou em perda de receita o que foi o golpe fatal na manutenção da escola. O Colégio Catanduvas foi uma escola tradicional na cidade, formou diversas gerações e tem parcela importante no histórico educacional local. Outro caso que também impactou a cidade, mas não teve a mesma repercussão foi o fechamento da Escola Municipal Santinha Sales Gontijo, no bairro Centenário. O fechamento impactou toda a região e foi um duro golpe na educação, visto o papel importante daquela escola na localidade onde atuava. No caso da Santinha Sales, o município vai realojar os estudantes em outras escolas próximas, mas haverá impactos negativos no ano letivo, principalmente agora com os efeitos da pandemia. Já no caso da Escola Catanduvas, da iniciativa privada, o fechamento mostra o quanto o meio está cada dia mais competitivo e as instituições precisam investir em modernização e principalmente robustez econômica para enfrentar as crises que acontecem de tempos em tempos. A queda da oferta de vagas pode impactar também nos preços e qualidade do ensino do ano que vem, mas isso é algo a se analisar em 2021, quando se espera que a sociedade já tenha saído do isolamento! A conferir

Castelo de Âmbar

O Instituto de Previdência dos Servidores Públicos de Varginha – INPREV está finalizando a construção de sua sede própria no alto da Vila Paiva. A construção é cercada de polêmicas e apenas a primeira etapa das obras vai ficar em torno de R$ 6 milhões, um alto custo num momento em que ninguém está imobilizando altos recursos para construir. O dinheiro vivo está caro e difícil de encontrar, não para o INPREV que facilmente recebe muito dinheiro descontado diretamente dos servidores públicos, além da bolada que recebe mensalmente da Prefeitura de Varginha em razão de empréstimos feitos no passado. A construção do Castelo de Âmbar do INPREV, com mais de 3 pavimentos e vista privilegiada ainda terá outra etapa, o acabamento final e mobiliário para abrigar 8 (oito) funcionários! Isso mesmo. O snobe INPREV esta torrando mais de R$ 6 milhões para acomodar oito servidores em um novo palacete que homenageia a facilidade com que os recursos migram da iniciativa privada para o setor público! Por conta de ações assim é que os governos federal, estadual e municipal entendem que é mais que justo o aumento da alíquota previdenciária dos servidores públicos! Os servidores descontentes ainda não se organizaram para protestar quanto a obra, mas é fato que nestas eleições haverá servidor candidato a vereador que vai usar a campanha para destilar a insatisfação da categoria sobre caso polêmico. Será que vai ter ofurô, cadeira de massagem e bilhar na nova sede? Vai que, né!

Perguntar não ofende

As vagas de Secretarias municipais negociadas pelos candidatos a prefeito nestas eleições ou as vagas de UTI com respirador nos hospitais públicos de Varginha, o que vai acabar primeiro? Pelo visto as vagas de secretaria vão primeiro, se formos levar em consideração a “gana” política!

Cresce nas redes sociais as críticas a chapa governista com Vérdi e Ciacci. Aliados dizem que a rejeição ao atual governo reduziram. Em meio a repulsa do eleitor ao PT, o nome de Geiza Teixeira é apontado como único capaz de vencer Vérdi! Quais teses são verdadeiras e falsas?

O PSB jura de “pé junto” que não faz dobradinha com o PT. Já o PSL também diz que mantém a candidatura de Zacarias Piva a prefeito e que não abre mão da cabeça de chapa! Quem está blefando, quem está se valorizando demais? Será que teremos uma terceira via na cidade?

O PSDB não entusiasmou com sua pré-candidatura ao Executivo. Será que Anderson Martins vai mesmo enfrentar o trabalhoso e oneroso desafio de lançar candidato próprio ou está torcendo para ser “adotado” numa confortável vaga de vice? Os tucanos aceitam dobrar com qualquer um?

Trânsito: Falta de ações e palpiteiros

A coluna comenta repetidamente a respeito dos problemas do trânsito em Varginha. São milhões de reais arrecadados em IPVA, multas de trânsito e cobrança de estacionamento (área azul) que não retornam ao trânsito em projetos, melhorias e fiscalização. Pelo contrário, as principais avenidas da cidade estão lotadas o trânsito caótico, com péssima sinalização vertical e horizontal, além da falta de fiscalização por parte da Guarda Municipal ou novos projetos do Departamento municipal de Trânsito – Demutran. Para piorar a situação, a inércia do Demutran em resolver problemas e apresentar projetos de modernização das vias, ainda temos os “palpiteiros especializados” do Legislativo municipal que vira e mexe pedem mudanças e bagunçam ainda mais o trânsito para atender eleitores e apaniguados. São pedidos estapafúrdios sem o menor embasamento técnico para instalação de passagens elevadas ou semáforo. O pior é que, muitas vezes, tais pedidos sem embasamento técnico são atendidos, o que mostra o quanto o Demutran é “sensível a pedidos políticos”. Varginha precisa muito de um planejamento estratégico no trânsito bem como um plano Diretor que projete o desenvolvimento estrutural na cidade, passando pelo trânsito e outras áreas importantes. Porém ao vermos que o Demutran está completamente acéfalo e que o Plano Diretor está “capturado pelo interesse do Executivo, tendo um Legislativo subserviente, a expectativa do investidor não é das melhores”. A quando?

Panela velha que faz comida boa

Com a ineficiência dos articuladores políticos atuais que causam mais brigas que uniões, muitas das legendas que antes tinham facilidade em composições hoje estão a deriva no “mar político local”. Uma eleição atípica, com mudança de datas, em meio a pandemia, sem permissão de apoio financeiro externo, após uma renúncia inédita de prefeito, a eleição em Varginha está mesmo uma incógnita. Em que pese a soberba do “homem forte do governo” acreditando que já ganhou ou que a oposição não tem vez”, nada esta definido. A rejeição do candidato governista caiu, mas sua união com o PP causou traumas e ainda tem muito para ser explorado pela oposição. O governo tem boas ações mas também está recheado de “rabos a puxar” e um único escândalo ou palavra mal interpretada pode jogar o melhor dos nomes no lixo, e isso não custa a acontecer, como já existiu várias vezes no passado! Estamos num mar político de incertezas, no tempo dos azarões. Ou esqueceram que Bolsonaro e Zema eram azarões e hoje controlam o Brasil e Minas Gerais? Pensando nestes tempos de incertezas, alguns “gurus do passado” começam a ser consultados com mais frequência. A coluna soube que nomes como Marcos Batista e mesmo o ex-deputado Dilzon Melo, bem como o ex-secretário Luiz Fernando Alfredo têm sido ouvidos por presidentes de partidos e pré candidatos. Muitos outros nomes do passado da política local também estão sendo demandados para tentar entender os passos do eleitorado varginhense. Os atores políticos e líderes partidários podem mudar, tornarem-se bobos e soberbos, acharem que são muito bons ou fortes, mas o eleitorado local não muda fácil! Não se engana como antes. Pelo contrário, o eleitorado está cada dia mais esperto, s abe da iportância da alternância de poderes e das limitações financeiras e legais dos eleitos. Não se enganem! O povo sabe que a equipe técnica do Executivo e Legislativo são preparados para “fazer o governo acontecer, seja quem for o eleito!”. Ou você acha que os muitos “sem noção” que já foram eleitos no Legislativo e Executivo tinham larga experiência para governar bem? Sem nenhum tipo de preconceito, mas, Tiririca como deputado federal, Pé de Chumbo como vereador ou Mauro Teixeira como prefeito não tinham qualquer experiência com o poder que assumiram, contudo, não foram muito diferentes de outros tantos tidos como “experientes bons gestores”. Em algumas áreas se saíram melhores que muitos políticos profissionais veteranos. Traduzindo em miúdos, o que vai garantir um bom político é mais o caráter e sensibilidade social do que a experiência política. Afinal, se o eleito for um palhaço ou um analfabeto, mas for honesto e estiver determinado a fazer o bem, os técnicos do Legislativo e Executivo poderão ajudá-lo na missão. Contudo, se o eleito for um exímio gestor com experiência, mas não tiver bom caráter e compromisso com a população, nem mesmo toda a estrutura pública vai impedi-lo de corromper e comprometer o futuro da cidade! Pensem nisso!

Jogo jogado

Falando no ex-secretário Luis Fernando Alfredo, o experiente articulador está no MDB, partido ao qual passou boa parte de sua carreira política. O ex-secretário mantém contato com nomes importantes da política local como o ex-prefeito Antônio Silva e também se relaciona bem como o ex-deputado Dilzon Melo. Aliás, Luis Fernando é um dos poucos que sabem detalhadamente o funcionamento da máquina pública municipal, seu potencial e expoentes do serviço público. Varginha vive um momento de perdas do serviço público, tanto em remuneração, quanto em qualidade. Ao longo dos anos o serviço público foi se tornando um peso cada dia maior no bolso do contribuinte e diversas ações como aumento da contribuição previdenciária, redução de penduricalhos e fim dos quinquênios. Também ao longo dos anos, muitos dos bons servidores públicos, profundos conhecedores da legislação e também brechas da lei estão se aposentando. Vem tomando o lugar um outro tipo de servidor. Alguns deles que acham que “passado o período probatório” começa a moleza! Não precisa mais trabalhar com prazos, metas e desafios a vencer! Claro que não são todas, mas boa parte. O período em que Luis Fernando Alfredo passou pelo governo municipal, e olha que ele começou há algumas décadas, é um tempo “divisor de águas”. Pois o ex-secretário sempre foi conhecido como um “carrasco exigente” pelos servidores, contudo, sua cobrança ajudou a construir servidores públicos preparados e de valor. Os mesmos muitos servidores que agora começam a se aposentar, a exemplo do próprio Luis Fernando. O diferencial é que o ex-secretário conhece bem do serviço público e também do mundo político, e no segundo, não se aposenta!

Mudança de direção

A coluna acompanha muitos dos vereadores de Varginha. Esta legislatura é apontada como uma Legislatura de “muitos vereadores de apenas um mandato”. Muito em razão do baixo rendimento ou patetadas de alguns dos edis. Boa parte deles “deu sorte” para chegar a vitória, e poucos alí vão conseguir a reeleição. A coluna gostaria de citar dois nomes do Legislativo: Delegado Celso Ávila e Marquinhos da Cooperativa. O primeiro chegou ao Legislativo inesperadamente, tem sua atuação marcada pelo protagonismo e muitas vezes atuação solitária em causas justas, mas infelizmente sem sucesso! Celso não tem um eleitorado específico ou bandeira principal em que atua, mas trabalha em prol da sociedade. É avaliado como um bom legislador, mas tem sua reeleição incerta tendo em vista a insegurança da composição majoritária que esta envolvido. Varginha pode não ter uma terceira via forte e isso vai afetar todos os candidatos a vereador, inclusive Ávila. Já Marquinho da Cooperativa também chegou ao Legislativo de forma inesperada, contudo começou causando estragos e desgastes a sua imagem e do Legislativo. Embora seja classificado como um “bom colega no Legislativo”, esta não é a imagem que passa a boa parte do eleitorado. Contudo, Marquinho da Cooperativa tem um público-alvo ao qual tem atendido com presteza. Se depender da atuação específica ao seu eleitorado pode conseguir a reeleição ou mesmo a quantidade de votos que conseguiu na última eleição, o que por si só já é grande para o vereador que passou por tantos solavancos. Certamente que se conseguirem a reeleição, tanto Celso Ávila quanto Marquinho da Cooperativa serão “outras pessoas” no poder. O delegado certamente vai aprender a “trabalhar em grupo e planejar melhor”, visto que seu trabalho solitário neste mandato, além de difícil foi pouco recompensador. Já Marquinho, esta descobrindo o que Vérdi Melo, Leonardo Ciacci, Antônio Silva, Mauro Teixeira e tantos outros políticos descobriam, a duras penas, com a imprensa não se briga! Além disso, Marquinho está vendo que é importante ter um “eleitorado cativo para quem se deve dar atenção”, mas apenas um “público alvo específico” não garante a reeleição no Legislativo e nunca será suficiente para quem quer “voos mais altos que o Legislativo municipal”.

Comente!

 
Últimos artigos deste colunista
« ver todos
 
Colunistas

Página Principal | Notícias | Entretenimento | Guia Comercial | Guia de Bares e Restaurantes | Guia de Hospedagem
SIGA O VARGINHA ONLINE Curta a Página do VOL no Facebook Siga o VOL no Twitter Fale conosco
Quem Somos | Entre em Contato | Cadastre sua Empresa | Cadastre seu Evento | Central do Usuário | Anuncie no Varginha Online

Todos os direitos reservados 2000 - 2014 - Varginha Online - IPHosting- Hospedagem de Sites (Parceiro Varginha Online)