Coluna | Fatos e Versões
Rodrigo Silva Fernandes
Advogado e articulista político do Jornal Gazeta de Varginha. Escreve todas as quartas e sextas.
Treta no Inprev; Eleição do comando da Câmara; Retomada das obras da BR 491
17/12/2019

 Farra com dinheiro público?

Os vereadores de Varginha aumentam tíquete dos servidores do Executivo, a votação aconteceu em tempo recorde, na noite de 12/12 por unanimidade, o Projeto de Lei, de autoria do Executivo, que concede reajuste nos valores pagos a título de tíquete alimentação aos servidores públicos ativos e inativos da Prefeitura de Varginha. A partir de agora, aqueles servidores que recebiam R$ 350,00 passam a receber R$ 400,00 e os demais servidores de R$ 235,00 para R$ 270,00. Já os servidores inativos passarão a receber R$ 300,00 ao invés dos R$ 270,00 atuais. Contudo, os servidores da Câmara de Varginha, que também são servidores municipais, recebem valor maior que os servidores do Executivo, mesmo após o reajuste! Qual a razão desta diferença? Quando esta falha administrativa será corrigida? Será que os servidores da Câmara terão redução do tíquete ou a farra será completa com mais um aumento no tíquete dos servidores do Executivo?

Treta no Inprev

O endinheirado Instituto de Previdência dos Servidores Públicos Municipais de Varginha – Inprev vive uma grande agitação interna, por conta da construção de sua dispendiosa e nababesca sede que pode custar mais de R$ 7 milhões de reais depois de concluída e mobiliada. Ocorre que o comando do instituto, que tem se reunido nos últimos tempos, tem visto crescer a oposição à construção. Um dos servidores tem liderado o levante e após protestos e articulações no Executivo e Legislativo, mostrando a insatisfação com a onerosa obra, parece que o “problema teria chegado a vias de fato”! Segundo fontes da coluna, o líder dos insatisfeitos com a obra da sede do Inprev foi convidado para a reunião de conselho do instituto onde teria sido agredido por um dos diretores da instituição, resultando num Boletim Ocorrências da Polícia Militar. O caso promete render pois o agredido já estaria mobilizando novos servidores públicos que desconhecem as ações do comando da entidade. O Inprev é uma das instituições que mais cresceu em tamanho e recursos no setor público, em razão da explosão de contratações do serviço público. A entidade possui milhões a receber do município por conta de empréstimos realizados à Prefeitura de Varginha e também recebe outros milhões anualmente dos servidores da ativa do serviço público municipal. Certamente que a instabilidade no Inprev não vai demorar para ultrapassar as barreiras da entidade e, talvez, chegar ás eleições municipais do ano que vem! A conferir!

Cesta básica em Varginha tem maior alta

Entre novembro e dezembro deste ano o Índice da Cesta Básica de Varginha (ICB-UNIS), calculado pelo Departamento de Pesquisa do Grupo Unis em parceria com a ACIV (Associação Comercial, Industrial Agropecuária e Serviços de Varginha), apresentou alta de 14,62%, a maior elevação desde o primeiro cálculo do índice em junho de 2018. A coleta de preços abrange 13 produtos componentes da cesta básica nacional de alimentos, sendo realizada nos principais supermercados da cidade. O feijão cariouinha, a carne bovina e os hortifrutigranjeiros foram os principais responsáveis por essa elevação.

Em 12 meses a cesta básica em Varginha teve aumento de 14,91% e nesse ano de 2019 o acumulado desse índice apresenta alta de 8,48%. A pesquisa verificou que neste mês de dezembro o valor médio da cesta básica nacional de alimentos para o sustento de uma pessoa adulta em Varginha é de R$409,62, correspondendo a 44,61% do salário mínimo líquido. Dessa forma, o trabalhador que recebe um mínimo mensal precisa trabalhar 90 horas e 18 minutos por mês para adquirir essa cesta de alimentos. Neste mês, questões atípicas, como o caso da demanda externa pela carne bovina e a queda na produção do feijão e dos hortifrutigranjeiros, trouxeram um impacto nos preços muito além do esperado pelos analistas. Nos próximos meses espera-se um ajuste nessa oferta, no entanto, o caso da carne bovina deverá demorar um tempo maior para voltar aos níveis de preços anteriores a essa elevação. A demanda externa, no caso da carne bovina, e o comportamento da oferta no mercado interno determinarão os comportamentos futuros dos preços e o próprio índice.

Eleição do comando da Câmara

A eleição da nova Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de Varginha será na reunião de hoje, 18 de dezembro. Vencerá aquele que obtiver maioria simples, na disputa onde apenas os 15 vereadores podem votar. A Chapa 01 é composta por Zilda Silva – presidente, Carlos Costa – vice-presidente e Dudu Ottoni – secretário. A chapa 01 é de situação, conta com o apoio informal do Executivo e do atual presidente da Casa. A chapa 02 é composta por Celso Ávila – presidente, José Alencar Faleiros – vice-presidente e Carlos Lúcio – secretário. A chapa 02 é vista como de “oposição”, ganhou apoios importantes no último momento e defende mais transparência e independência do Poder Legislativo. Nos corredores da Câmara, comenta-se que Zilda Silva conta com 8 votos, após a declaração de Carlos Costa. Mas Celso Ávila surge como opção, por fora, tem feito um trabalho de base e conversa com alguns vereadores “do outro lado”. Sabe que um voto virado pode significar a vitória. Aliás, isso já aconteceu no passado recente, quando a ex-vereadora Racib Farias (PP) deixou de votar em Zacarias Piva para votar em Rômulo Azevedo e mudando o resultado esperado da eleição. O presidente da Câmara é quem escolhe a pauta de votação e quem nomeia ou exonera as dezenas de cargos de confiança que existem no Legislativo, além de possuir diversas outras atribuições de grande importância naquele poder. Por óbvio, interessa muito ao Executivo ter no comando da Câmara um aliado, para que seus projetos sejam votados da melhor forma. De igual modo, aos demais vereadores, interessa ter na presidência da Câmara um aliado, para assegurar que, dentre as nomeações de cargos de confiança, estejam ou permaneçam nomes próximos. A disputa está acirrada e o embate entre Zilda e Celso é o primeiro desafio dos grupos políticos que vão disputar a Prefeitura de Varginha em 2020.

Eleição do comando da Câmara – 02

O perfil dos dois candidatos é distinto. Zilda Silva (PSDB) é mais discreta e silenciosa, porém, não menos atuante. A tucana é “apadrinhada” pelo vice-prefeito Vérdi Melo, conta com o apoio informal da Prefeitura de Varginha, tanto assim que o próprio secretário de governo, Carlos Honório Ottoni Junior – Honorinho, foi o articulador político de sua chapa. Já Celso Ávila (PSB), mais comunicativo e de construção política mais aberta, começou devagar sua articulação de bastidores, foi fortalecido pelo apoio do vereador Zacarias Piva, dissidente do grupo inicial que apoiava Zilda. Celso Ávila apresentou propostas claras para sua eventual gestão e aposta numa virada para ganhar o comando do Legislativo. Independentemente de quem vença a disputa, parece já estar aberta a separação entre alguns grupos políticos locais. O grupo político liderado pelo PSB foi isolado no Legislativo, enquanto que o grupo político do PP e PSDB, temporariamente, caminham juntos. Isso porque, a princípio, o PP caminha para ter candidato a prefeito diferente de Vérdi Melo, que deverá ter o apoio do PSDB local. Assim, se realmente o PP não for apoiar a eleição de Verdi Melo, é questão de tempo para que o atual grupo de Zilda Silva perca, por exemplo, o apoio de Leonardo Ciacci e cia. No PP local o clima também não é de estabilidade, pelo contrário, Zacarias Piva já está de saída da legenda e, caso Ciacci se lance a prefeito pode ter que disputar o posto com Piva, que busca candidatar-se por outro partido. A divisão da base de apoio de Antônio Silva no Legislativo era esperada, contudo, não se imaginava que tal divisão fosse começar tão cedo.

Perguntar não ofende

O PTB antecipa a “entrega do osso” quando deixa a presidência da Câmara neste ano e prepara-se para deixar a Prefeitura de Varginha no ano que vem, ou ainda existe um plano B para permitir que o PTB, depois de anos, fique no poder após 2020? A conferir!

A Câmara de Varginha, em 2020, pode virar quartel general de alguns dos candidatos a prefeito? Como assegurar que o Legislativo não seja afetado pelas eleições municipais sem Antônio Silva, sem Dilzon Melo como deputado e sem o PT com candidato forte?

O que o próximo prefeito de Varginha vai fazer com os mais de R$ 60 milhões que o Governo de Minas deve pagar de atrasados ao município? Existe algum planejamento de investimento deste recurso, ou vai virar pagamento de salário e tíquete? A conferir!

Existe ordem cronológica para os pagamentos de fornecedores atrasados no Hospital Regional Sul de Minas? Porque o setor de cardiologia tem regalias nesta gestão? Onde está a prestação de contas dos milhões em recursos públicos destinados ao Regional?

Retomada das obras da BR 491

O deputado estadual professor Cleiton Oliveira (PSB) conseguiu realizar importante audiência pública na Comissão de Transportes da Assembleia Legislativa de Minas Gerais para discutir a necessária retomada da duplicação da rodovia BR 491, no trecho entre Varginha e a rodovia Fernão Dias. O evento aconteceu na última segunda 16/12 na ALMG. Estiveram presentes representantes do DEER/MG que é responsável que via, que mesmo sendo BR, foi estadualizada no passado, além de parlamentares e autoridades regionais. O secretário de governo de Varginha, Carlos Honório Ottoni Junior (Honorinho) esteve presente representando o prefeito Antônio Silva e o presidente da Regional Sul da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais, Sebastião Rogério Teixeira, representando o setor produtivo que tem na BR 491 importante via de escoamento da produção do Sul de Minas.

O evento foi importante para demonstrar a preocupação de toda a região com a paralisação das obras de duplicação daquela via que impacta o comércio regional e mesmo o Porto Seco de Varginha, além de representar risco a milhares de motoristas que circulam no trecho não duplicado e mal sinalizado. Politicamente o evento serviu para aproximar o deputado Cleiton Oliveira do governo municipal, que já vive o clima político e está empenhado na eleição do vice Vérdi Melo. A melhor interlocução de Honorinho e o parlamentar pode facilitar conversas futuras do PSB com o grupo político de Vérdi. Também presente na audiência pública estava o ex-vereador e ex-diretor do Hospital Regional, Rogério Bueno, hoje filiado ao PSB de Cleiton Oliveira e possível candidato da legenda em 2020. A presença de Rogério Bueno no evento mostra que a audiência discutia a BR 491, mas que as eleições de 2020 são o pano de fundo para toda a movimentação na ALMG e também na região.

Retomada das obras da BR 491 - 02

Vale destacar que o presidente da Regional Sul da Fiemg, Sebastião Rogério Teixeira é importante dirigente do MDB em Varginha, fazendo parte da executiva do partido e sendo um dos articuladores do partido, inclusive com o nome ventilado para a disputa de 2020. O encontro de nomes do PTB, PSB e MDB em Belo Horizonte mostra que as articulações para 2020 estão começando a esquentar. Certamente que a obra de duplicação da BR 491 em Varginha será alvo de preocupação dos candidatos a prefeito ano que vem e precisa ser concluída o quanto antes. Daí a importância da atuação do deputado Cleiton Oliveira, que é a “voz legislativa de Varginha” na ALMG. Não por acaso, o parlamentar busca aproximação com as lideranças da cidade e também dos “caciques locais” com seu agora colega de PSB Rogério Bueno. Certamente que, seja quem for o próximo prefeito de Varginha, a interlocução de Cleiton será importante para que o Governo Zema priorize a retomada da obra. Por certo que, se o PSB estiver na chapa majoritária que for eleita na cidade em 2020, “aumenta o entusiasmo e obrigação do parlamentar estadual” na conclusão da obra! A conferir!    

 

Comente!

 
Últimos artigos deste colunista
« ver todos
 
Colunistas

Página Principal | Notícias | Entretenimento | Guia Comercial | Guia de Bares e Restaurantes | Guia de Hospedagem
SIGA O VARGINHA ONLINE Curta a Página do VOL no Facebook Siga o VOL no Twitter Fale conosco
Quem Somos | Entre em Contato | Cadastre sua Empresa | Cadastre seu Evento | Central do Usuário | Anuncie no Varginha Online

Todos os direitos reservados 2000 - 2014 - Varginha Online - IPHosting- Hospedagem de Sites (Parceiro Varginha Online)