Coluna | Viver Consciente
Willes S. Geaquinto
Psicoterapeuta Holístico, Consultor e Palestrante Motivacional, Escritor - Autor dos livros "Cidadania, O Direito de Ser Feliz” e Autoestima – Afetividade e Transformação Existencial

Interatividade: Os textos desta coluna expressam apenas a opinião do autor sobre os assuntos tratados, caso o leitor discorde de algum ponto ou, até mesmo, queira propor algum tema para futura reflexão, fique a vontade para comentar ou fazer a sua sugestão.

Site: www.viverconsciente.com.br
E viva os inconformados!
25/09/2019
Certo dia, após uma palestra, uma senhora aproximou-se e me disse: “seria bom se meu filho tivesse uma conversa com o senhor, pois ele é muito inconformado...”. Eu respondi-lhe: “Que bom, seria ruim se ele fosse conformado”. 

Um tanto quanto surpresa com minha resposta, ela agradeceu a minha atenção propondo-se a analisar o inconformismo do seu filho sob outra ótica. Uma das razões da citada resposta decorre de que inúmeras pessoas foram, ou ainda são educadas sob a égide de valores distorcidos ou de práticas manipulativas. Situação em que aprendem a obedecer cegamente a regras e preconceitos que funcionam, vida a fora, como bloqueadores da criatividade e da coragem, o que as impede de ousarem ser diferentes. Em síntese, isso as conforma a representarem papéis menores na vida.

O conformismo, então, resulta desse processo pseudo-educativo limitador, que não leva em consideração o indivíduo em sua singularidade, e nem o estimula a conhecer a sua essência que é plena de potencialidades a serem exploradas para que cumpra com maior excelência o seu papel existencial. 

O conformado, normalmente, é nulo em sua vontade, não quer e nem faz nada para mudar. Às vezes, até faz jogo de cena para parecer atuante, mas, no final conforma-se no que acredita ser o seu limite. Culpa o destino, os outros, o acaso, o azar, e até a justiça divina pelos seus fracassos. Vive preso numa teia de justificativas discordantes ou esfarrapadas, sem o mínimo teor de verdade; tudo isso para continuar sendo o mesmo que sempre foi. 

O inconformado, ao contrário do acomodado ou do rebelde inconsequente, dá rumo positivo às suas insatisfações. Aprende, por consequência, a valorizar os elementos positivos da sua individualidade, fazendo do seu inconformismo o elemento motivador de sua busca para ocupar melhor o seu espaço no mundo e mudar a rota da sua existência. E com essa atitude afirmativa rompe seus limites, transformando criatividade, intuição, coragem e tenacidade em instrumentos do seu sucesso. 

Se mudança, crescimento e evolução, fazem parte da essência do ser humano, porque, então, permanecer sendo parte da multidão anônima e conformada? Pense nisso!

 

Comente!

 
Últimos artigos deste colunista
31/10/2019 | Fracasso ou sucesso?
23/10/2019 | O Foco
10/10/2019 | Crenças negativas I
« ver todos
 
Colunistas

Página Principal | Notícias | Entretenimento | Guia Comercial | Guia de Bares e Restaurantes | Guia de Hospedagem
SIGA O VARGINHA ONLINE Curta a Página do VOL no Facebook Siga o VOL no Twitter Fale conosco
Quem Somos | Entre em Contato | Cadastre sua Empresa | Cadastre seu Evento | Central do Usuário | Anuncie no Varginha Online

Todos os direitos reservados 2000 - 2014 - Varginha Online - IPHosting- Hospedagem de Sites (Parceiro Varginha Online)