Coluna | Periscópio
Wender Reis
Pedagogo e Orientador Social, curioso observador de tudo que causa espanto no mundo.
Carta aos vereadores de Varginha
17/01/2017
Primeiramente, vocês sabem né? Impossível não dizer, é mais forte que eu... 

Em segundo, vocês, que em tese representam o povo varginhense, precisam saber, antes de mais nada, que para nos representar, nós que estamos aqui embaixo, e que somos muita gente, vocês devem saber diferenciar seus interesses particulares do interesse público. Pois seus interesses se tornam problemas caso em nome deles vocês deixem de discutir aumentos de impostos municipais, caso aprovem, sem amplo debate, projetos que beneficiam apenas a administração e não o fim dela, qual seja, o bem-estar do povo, caso utilizem do plenário apenas para oferecer salva de palmas para o prefeito e seus secretários, caso a curiosidade de vocês não atinjam nosso transporte público, nossa empresa de saneamento básico, nossa educação e tantas outras questões importantes de nossa cidade. 

Nunca se esqueçam que é função primordial do cargo que ocupam fiscalizar o prefeito e sua administração, cuidando da aplicação dos recursos e observando o orçamento. E que na prática isso significa que vocês não estão aí para servir de escada, para serem capatazes ou capangas. Significa que vocês não podem fazer vista grossa para a invenção e distribuição de cargos para capachos eleitorais. Nós que estamos aqui embaixo, e que somos muita gente, não toleraremos que vocês se acovardem. Pensem se é possível tolerarmos que em um país que exige combate ao desperdício, que exige eficiência da administração pública, uma prefeitura distribua cargos como se fossem donativos? Impossível. 

Em um país onde muito se escuta falar de meritocracia como salvação para a pobreza que assola nossa população é inadmissível que cabos eleitorais se tornem gestores dentro da administração pública. Afinal, que mérito tais pessoas têm? A de bajularem o prefeito? Isso não é mérito, isso é interesse. Na administração pública precisamos de idoneidade, ou seja, precisamos de pessoas aptas, seja por concurso público, seja por currículos que atestem suas qualificações. 

Por fim, se realmente se candidataram para fazer desta cidade uma cidade melhor, então a façam melhor. Exijam explicações, exijam currículos, investiguem. Aqui quem vos fala é um cidadão varginhense que trabalha como orientador social em uma das unidades do Centro de Referência de Assistência Social. Além disso, quem vos fala é também um concursado que luta na justiça por sua convocação. A responsabilidade que lhes foi confiada implica que trabalhem em defesa da população e nunca ao contrário. 

 

Comente!

 
Últimos artigos deste colunista
28/03/2020 | Brasil Kamikaze
21/01/2020 | Ensino ensino meu
« ver todos
 
Colunistas

Página Principal | Notícias | Entretenimento | Guia Comercial | Guia de Bares e Restaurantes | Guia de Hospedagem
SIGA O VARGINHA ONLINE Curta a Página do VOL no Facebook Siga o VOL no Twitter Fale conosco
Quem Somos | Entre em Contato | Cadastre sua Empresa | Cadastre seu Evento | Central do Usuário | Anuncie no Varginha Online

Todos os direitos reservados 2000 - 2014 - Varginha Online - IPHosting- Hospedagem de Sites (Parceiro Varginha Online)