Coluna | Viver Consciente
Willes S. Geaquinto
Psicoterapeuta Holístico, Consultor e Palestrante Motivacional, Escritor - Autor dos livros "Cidadania, O Direito de Ser Feliz” e Autoestima – Afetividade e Transformação Existencial

Interatividade: Os textos desta coluna expressam apenas a opinião do autor sobre os assuntos tratados, caso o leitor discorde de algum ponto ou, até mesmo, queira propor algum tema para futura reflexão, fique a vontade para comentar ou fazer a sua sugestão.

Site: www.viverconsciente.com.br
Vida e superação
25/11/2009
Tenho comigo a convicção de que a todo tempo você decide entre viver ou morrer. Pode parecer estranha tal afirmativa, mas, se você analisar com esmero comprenderá que é assim que ocorre, pois, a cada instante de sua vida você é chamado a escolher entre fazer o bem ou o mal a si próprio. Essa dicotomia entre o bem e o mal, para efeito desta reflexão, está relacionada com a pratica de ações que resultam em bem-estar ou mal-estar para você. Pense: quantas vezes você já tomou decisões e depois concluiu que se tivesse agido de modo diferente poderia ter evitado o desconforto que propiciou a si próprio?

A opção por morrer ou viver não se faz de modo cabal e instantâneo. Cada atitude colabora para que você viva melhor ou pior, e o acúmulo de ações negativas, mesmo que seja aos poucos, é que vai minar-lhe o gosto de viver. Os vícios demonstram isso muito bem, já que, pela natureza autodestrutiva deles, vão matando a vida de modo gradativo. O sentimento da raiva, por exemplo, é um mal de repercussões imensuráveis para aqueles que se deixam dominar por ele, posto que pela sua ação interior, através de pensamentos e sentimentos, provocam desequilíbrios tanto emocionais como físicos. Assim como a raiva, outras tantas posturas comportamentais e sentimentos impregnados de negatividade como a inveja, o orgulho, o egoísmo, a mágoa, o medo, a preocupação, o perfeccionismo, atrofiam sobremaneira o ato de viver.

Mesmo que por algum motivo lhe falte clareza suficiente das suas potencialidades e competências, você é o responsável em criar e recriar a sua autosatisfação a cada instante de sua trajetória. Cabe a você com competência, esforço e entusiasmo, gerir da melhor maneira sua existência. Qualquer obstáculo só é maior que você quando você se apequena diante dele, quando você se coloca em condição de inferioridade. Lembre-se: a vida sem desafios perde-se do seu movimento natural e do seu sentido, pois, eles se apresentam justamente para que você se supere, evolua e sinta que vale a pena viver.

Boa Reflexão e viva consciente.

Comente!

 
Últimos artigos deste colunista
18/03/2022 | Homo Homini Lupus
25/01/2022 | Ser mais
10/01/2022 | Não olhe para cima
« ver todos
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Colunistas

Página Principal | Notícias | Entretenimento
SIGA O VARGINHA ONLINE Curta a Página do VOL no Facebook Siga o VOL no Twitter Fale conosco
Expediente | Privacidade | Entre em Contato | Anuncie no Varginha Online

Todos os direitos reservados 2000 - 2021 - Varginha Online - IPHosting- Hospedagem de Sites (Parceiro Varginha Online)