Coluna | Viver Consciente
Willes S. Geaquinto
Psicoterapeuta Holístico, Consultor e Palestrante Motivacional, Escritor - Autor dos livros "Cidadania, O Direito de Ser Feliz” e Autoestima – Afetividade e Transformação Existencial

Interatividade: Os textos desta coluna expressam apenas a opinião do autor sobre os assuntos tratados, caso o leitor discorde de algum ponto ou, até mesmo, queira propor algum tema para futura reflexão, fique a vontade para comentar ou fazer a sua sugestão.

Site: www.viverconsciente.com.br
Sobre o Egoísmo (I)
22/04/2005
A concepção que tenho do ser humano é a de que ele na sua essência é bom, uma vez que sendo filho de Deus, este não o faria imperfeito e mal. Ocorre que na sua trajetória de vida muitas criaturas se perdem dessa essência e passam a desenvolver atitudes que as descaracterizam como seres amorosos que naturalmente deveriam ser. Dessas atitudes destrutivas, talvez a mais perversa seja o egoísmo. Posto, que o egoísta cria uma atmosfera energética tão negativa em torno de si mesmo que o isola dos outros. E esse isolamento o deixa tão mal que, por inveja e despeito, ele também quer que os outros fiquem mal para que ele acredite estar bem.

Enquanto a criatura humana não atinge um estado elevado de consciência, o que dita seus relacionamentos familiares, sociais e amorosos, é o egoísmo produzido tanto pelo seu lado instintivo como pela sua inconsciência. A vinculação com outras pessoas será caracterizada pelo desamor, produzindo nela a agressividade, a crueldade, a raiva e o desrespeito em relação aos outros. Conectada ao desamor ela pode também optar pela indiferença, caracterizada pela passividade, ou seja, ela não se importa com o que possa acontecer com as outras pessoas, o que importa é o atendimento das suas necessidades, mesmo que seja em detrimento do bem-estar e dos sentimentos dos outros.

Então, na realidade, tudo o que é gerado baseado no egoísmo produz um falsos estados de bem estar, porque ninguém em sã consciência pode estar verdadeiramente bem causando mal-estar aos outros. A pessoa que age assim, dificilmente vai deixar de sentir-se inquieta, ansiosa e desconfortável, o que gerará num breve tempo desequilíbrios emocionais e existenciais profundos, levando, em alguns casos, ao desenvolvimento de enfermidades físicas com resultados imprevisíveis. Isto porque, toda a atitude equivocada, tem como conseqüência de que sempre se arcará com suas reações, sendo que a polaridade mais reativa é a do sentimento de culpa, onde a pessoa, em algum momento, se dá conta da negatividade da sua atitude e busca autopunir-se para sofrer as conseqüências do seu erro.

Uma outra postura também negativa e bastante usada pela criatura egoísta é a que podemos chamar de “desculpismo”, onde a ação empreendida pela pessoa que comete alguma atitude que sabe ser negativa, procura se autojustificar culpando outras pessoas pelos seus erros, assumindo uma conduta irresponsável, criando a ilusão de que assim foge das conseqüências dos seus atos. O “desculpismo” também pode ser usado por nós em relação aos erros de pessoas que nos são próximas e que dizemos gostar, mas, que na verdade, as envolvemos com um falso amor, tornando-nos coniventes com seus erros. Em resumo, ao cultivar a culpa ou a desculpa, a pessoa só faz aprofundar seu estado de egoísmo e tudo de negativo que dele resulta. Pelo motivo puro e simples de que quando se comete desatinos levados por atitudes egóicas, está se contrariando a lei maior do universo, a Lei do Amor.

Portanto, o que se desprende desta reflexão é que todos nós devemos primar por ações conscientes e responsáveis. Que devemos dar espaço em nossa existência ao amor e o respeito por nós mesmo e pelos outros, pois, somente através de atitudes verdadeiramente construtivas e edificantes, é que nos tornaremos merecedores de uma vida saudável, harmoniosa e com muita paz de espírito.

Boa Reflexão. Paz e Luz para você.

Comente!

 
Últimos artigos deste colunista
18/03/2022 | Homo Homini Lupus
25/01/2022 | Ser mais
10/01/2022 | Não olhe para cima
« ver todos
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Colunistas

SIGA O VARGINHA ONLINE Curta a Página do VOL no Facebook Siga o VOL no Twitter Fale conosco
Página Principal | Expediente | Privacidade | Entre em Contato | Anuncie no Varginha Online

Todos os direitos reservados 2000 - 2022 - Varginha Online - IPHosting- Hospedagem de Sites (Parceiro Varginha Online)