Coluna | BRASILzão
Diego Gazola / Fábio Brito
Diego Gazola,(MTB-SP-44.350), é repórter-fotográfico.Graduado em Comunicação Social pela UMESP-SP, tem se especializado em fotojornalismo de viagens. Em cinco anos, já percorreu mais de um mil municípios em todo o Brasil para avaliação dos atrativos e documentação fotográfica dos Guias Turístico-Culturais da editora Empresa das Artes.As fotografias de Brasilzão são de sua autoria.
diegogazola@uol.com.br

Fábio Brito. Presidente da Empresa das Artes, editora com mais de 160 obras publicadas nos segmentos de turismo, meio-ambiente e cultura; de guias de viagem a livros de arte. Os textos de Brasilzão são de sua autoria.
fabiobritocritica@yahoo.com.br
100 anos de Japão no Brasil
23/05/2007

O mito da mulher japonesa nesta civilização milenar

 O imaginário popular japonês nos desvenda lendas e histórias apaixonantes

- Uê muuiiteê, arukooô, namidaga coborê nai oní omoí dassú, rarunorrí, ritoriboôti no iorú.

- Pirou?


No Japão, guerreiros, esportistas e artistas compõem a cultura Nacional

- Não! Estou cantando em japonês. Há alguns anos, na calorenta cidade de Araçatuba – a “Princesa do Noroeste” –, no Estado de São Paulo, quando as festas nipônicas acalentavam os ares interioranos, eu ainda menino sentia aguçado o meu espírito aventureiro e viajante. Lá distante, do outro lado do mundo, o Japão... 

- Agora você viajou de verdade. Voltou à infância e pensou nessa área longínqua do Oriente!

- Tudo começou há cem anos, quando imigrantes japoneses, corajosamente, decidiram deixar sua terra natal para aventurar-se no Novo Mundo. No dia 18 de junho de 1908, o navio Kasato Maru atracou no porto de Santos, em São Paulo, depois de uma viagem de 52 dias a partir de Kobe, trazendo os 781 primeiros imigrantes japoneses vinculados ao acordo migratório entre Brasil e Japão. Com esses imigrantes, chegaram ainda outros 12 passageiros independentes. Todos repletos de esperanças e de energia para recomeçar uma nova vida.


No Brasil, a culinária japonesa é muito apreciada 

 Poucos brasileiros conhecem a delicadeza do artesanato em origami

- A história é apaixonante e, ao mesmo tempo, muito triste. Muitos deles padeceram das doenças tropicais, como na Vila Amazônia; foram vítimas da mentalidade retrógrada lusófona, do racismo que já era moeda corrente na classe dominadora no início do regime republicano de Governo, além de terem seus corações despedaçados ao romper vínculos familiares e laços emotivos com o seu país de origem.


A capital paulista prepara-se para homenagear 100 anos de imigração japonesa para o Brasil

 A comunidade japonesa é fiel às suas tradições culturais

 Deve ter sido muito difícil!


O Japão, uma civilização imperial, é um exemplo para o mundocontemporâneo

Os paulistanos ao atravessar o túnel de acesso para a Avenida Paulista encontram 100 anos de Japão no Brasil

 Hábitos sensuais e elegância das gueixas no Japão

- Se foi! Por outro lado, trata-se de um povo trabalhador, heróico, disciplinado e curioso. Os japoneses se aventuraram por terras brasileiras onde aplicaram o conhecimento milenar da labuta no campo, na introdução de técnicas de plantio competentes, e se mostraram grandes aventureiros e excelentes comerciantes!

- Aí surgiram as grandes famílias nipo-brasileiras, que foram sinônimo de empreendedorismo: os Ito, Ota, Ohtake, Kawano, Takaoka, entre tantos outros exímios e ilustres trabalhadores.


A Vila Amazônia foi um triste episódio para a colônia japonesa no Norte brasileiro

- Nossa!

- Pois é! Lá se vai quase um século que esses cidadãos, nossos irmão do País do Sol Nascente, levantaram a sua bandeira para auxiliar na construção do gigante brasileiro.

- Arigatô!

- Sim! Obrigado ao Japão e aos seus filhos, aos niseis e sanseis que, com orgulho e emoção, festejarão em junho de 2008 os cem anos de imigração japonesa para o Brasil.

- Viva o Japão! Viva o Brasil! Viva o Multicultural!

Comente!

 
Últimos artigos deste colunista
28/09/2009 | Embu das Artes
« ver todos
 
Colunistas

Página Principal | Notícias | Entretenimento
SIGA O VARGINHA ONLINE Curta a Página do VOL no Facebook Siga o VOL no Twitter Fale conosco
Expediente | Privacidade | Entre em Contato | Anuncie no Varginha Online

Todos os direitos reservados 2000 - 2021 - Varginha Online - IPHosting- Hospedagem de Sites (Parceiro Varginha Online)