Coluna | Viver Consciente
Willes S. Geaquinto
Psicoterapeuta Holístico, Consultor e Palestrante Motivacional, Escritor - Autor dos livros "Cidadania, O Direito de Ser Feliz” e Autoestima – Afetividade e Transformação Existencial

Interatividade: Os textos desta coluna expressam apenas a opinião do autor sobre os assuntos tratados, caso o leitor discorde de algum ponto ou, até mesmo, queira propor algum tema para futura reflexão, fique a vontade para comentar ou fazer a sua sugestão.

Site: www.viverconsciente.com.br
Tristeza é igual a Depressão?
06/02/2005
“A depressão é algo mais profundo

do que uma tristeza casual”.

Quem nunca sentiu um instante de tristeza? Às vezes, até acontecimentos de menor importância nos entristecem; a tristeza é uma emoção autêntica, natural, que vem e passa. A depressão, por sua vez, é um mal-estar profundo que pode ter como causa uma pré disposição psíquica(o acúmulo de situações emocionais não resolvidas como traumas, medos, bloqueios, etc.), ou pode ter como fonte pré-disposições hereditária, genética ou bioquímica. Quem sofre de depressão não encontra mais prazer em coisa alguma, não tem energia para tomar decisões e , sem esperança, torna-se descrente em si próprio e em tudo; nesse estado a pessoa , mesmo que inconscientemente, promove a sua auto-anulação, perde a vontade de viver, perde a fé.

A diferença básica, digamos assim, é que a depressão é um sofrimento, um sintoma doentio, e a tristeza é uma emoção, um sentimento temporário. O importante é saber diferenciar uma situação da outra, em primeiro lugar, para não cair no simplismo generalizado e tornar-se vítima de opiniões não qualificadas, de diagnósticos precipitados, da automedicação e de soluções “milagrosas” inadequadas; em segundo lugar, para evitar a manipulação dos “jogos psicológicos”, situação em que pessoas com baixa auto-estima utilizam-se do seu desconforto para obter atenção dos outros, como, por exemplo, aquelas que, com ares de coitadinhas, vivem a repetir frases do tipo: “ sabe, hoje acordei tão deprimida “, “... aí me vem uma tristeza e fico deprimido ...”, “se não fosse a depressão eu seria outra pessoa...” , “ ultimamente qualquer coisa me deprime...”, e blá, blá, blá.

Partindo da premissa de que a maioria dos casos depressivos têm um fundo emocional, creio ser importante em qualquer situação de desconforto perguntar a si mesmo: porque, ou para que, estou me sentindo assim? O que estou fazendo com minha vida? Será que a forma como estou vivendo é a melhor para mim ? Como tenho contribuído para que me sinta mal? Será que os valores que me motivam são realmente bons? Não que as respostas a estas perguntam tenham o dom de promover a melhora , mas, é uma maneira de tomar consciência sobre si próprio e começar a cuidar-se melhor. O corpo em depressão traduz aquilo que habita o interior da pessoa e a cura deve vir de dentro para fora.

Preventivamente recomendo a pessoas, depressivas ou não, algumas práticas que podem melhorar a qualidade de vida e funcionar também como defesa para a depressão, ansiedade, medos, outros desequilíbrios semelhantes e, até mesmo, para a tristeza: Tenha sempre pensamentos positivos: Reconheça que você não é o único responsável por tudo, seja apenas responsável pelos seus atos; Relaxe mais - trabalhe, mas, programe o seu tempo para momentos de descontração e lazer; Leia sempre que puder algo positivo e edificante; Não se feche e tente resolver tudo sozinho; Procure ajuda de qualidade, alguém que seja capaz de avaliar a sua situação e orientá-lo para resolvê-la; Cuide da nutrição do corpo e do espírito; Lembre-se a vida é preciosa demais para não ser vivida em sua totalidade, e o que dá sentido à vida é o amor que você sente por si mesmo e pelos outros; Cultive o bom humor, confie nas suas qualidades, seja positivamente produtivo e acredite que você merece ser feliz.

Boa Reflexão. Que a Paz e a Luz de Deus estejam sempre contigo.

Comente!

 
Últimos artigos deste colunista
18/03/2022 | Homo Homini Lupus
25/01/2022 | Ser mais
10/01/2022 | Não olhe para cima
« ver todos
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Colunistas

SIGA O VARGINHA ONLINE Curta a Página do VOL no Facebook Siga o VOL no Twitter Fale conosco
Página Principal | Expediente | Privacidade | Entre em Contato | Anuncie no Varginha Online

Todos os direitos reservados 2000 - 2022 - Varginha Online - IPHosting- Hospedagem de Sites (Parceiro Varginha Online)