Coluna | Viver Consciente
Willes S. Geaquinto
Psicoterapeuta Holístico, Consultor e Palestrante Motivacional, Escritor - Autor dos livros "Cidadania, O Direito de Ser Feliz” e Autoestima – Afetividade e Transformação Existencial

Interatividade: Os textos desta coluna expressam apenas a opinião do autor sobre os assuntos tratados, caso o leitor discorde de algum ponto ou, até mesmo, queira propor algum tema para futura reflexão, fique a vontade para comentar ou fazer a sua sugestão.

Site: www.viverconsciente.com.br
A manifestação da auto-estima
05/05/2005
Não há como negar que a auto-estima está presente em todos os momentos da nossa existência, aonde estivermos a nossa auto-estima estará sendo expressa, comunicada, seja na família, no trabalho, na vida em sociedade, nos relacionamentos, etc. Manifestamos nossa auto-estima de maneiras aparentemente simples, através do pensamento, palavras, gestos, expressão corporal, atitudes variadas.

Sendo a auto-estima um sentimento íntimo, interno, e, às vezes, inconsciente, devemos prestar atenção ao modo como ela vem a tona, pois, independentemente da nossa vontade ela se exterioriza, se mostra, seja de modo saudável ou não. Portanto, se buscamos dar qualidade a ela, devemos torná-la consciente, ou seja, tomar consciência dela observando as nossas próprias ações e pensamentos em relação a nós mesmos e aos outros.

A qualidade dos nossos pensamentos e atitudes são determinantes na nossa auto-estima. Aquele que a possui positivamente manifesta, por exemplo, o prazer de estar vivo no rosto, no corpo, na maneira que se expressa e se move, no modo tranqüilo com que fala, direta e sinceramente, dos seus sucessos, ou dos seus defeitos e limites encarando-os com realismo e serenidade. Sente-se confortável ao receber e dar elogios, ao expressar afeto, consideração e está sempre aberto à novas idéias, novas experiências e possibilidades para o aprimoramento da sua vida.

A auto-estima saudável, no aspecto puramente físico, de acordo com estudos de Nathaniel Branden, psicólogo americano, apresenta as seguintes características: “ Olhos atentos, brilhantes e vívidos; rosto relaxado(salvo se houver alguma doença), com colorido natural e bom tônus na pele; queixo naturalmente posicionado e alinhado com o resto do corpo; e maxilares relaxados. Ombros relaxados porém eretos; mãos que tendem a ser soltas; braços que pendem com naturalidade ao longo do corpo; postura descontraída, ereta, bem equilibrada; caminhar que tende a ser decidido(sem ser agressivo nem desafiador)”.

A manifestação da auto-estima é, na verdade, a sua boa prática diária, e para que sejamos bem sucedidos nesta tarefa maravilhosamente saudável, é super importante não perder de vista que ela, a auto-estima, está intimamente relacionada com racionalidade, realismo, autonomia, flexibilidade, intuição, criatividade, competência para enfrentar desafios, humildade para admitir e corrigir erros, benevolência e cooperação.

Boa Reflexão. Paz e a Luz para você!

Comente!

 
Últimos artigos deste colunista
18/03/2022 | Homo Homini Lupus
25/01/2022 | Ser mais
10/01/2022 | Não olhe para cima
« ver todos
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Colunistas

SIGA O VARGINHA ONLINE Curta a Página do VOL no Facebook Siga o VOL no Twitter Fale conosco
Página Principal | Expediente | Privacidade | Entre em Contato | Anuncie no Varginha Online

Todos os direitos reservados 2000 - 2022 - Varginha Online - IPHosting- Hospedagem de Sites (Parceiro Varginha Online)