Notícias | Entretenimento
Aguardada série ''What If...?'' da Marvel chega ao catálogo do Disney+
Da redação | 24/08/2021 - 15:25:54

O primeiro episódio da animação foi disponibilizado no dia 11 de agosto, trazendo realidades alternativas e expandindo ainda mais o Universo Cinematográfico da Marvel.


O Disney+ segue na disputa para se manter como um dos principais serviços de streaming, e a prova disso é a chegada de What If...?, a primeira animação produzida exclusivamente pelo Marvel Studios, a estar oficialmente inserida no UCM.  

A série estreou dia 11 de agosto, com seu primeiro episódio entrando para o catálogo da plataforma, depois de um bom tempo sendo aguardado pelos fãs de quadrinhos, que já estão bastante familiarizados com a premissa.

What If...? é baseada em uma série de HQ´s publicadas pela Marvel Comics, cujas histórias exploram a forma como o Universo Marvel poderia ter ficado, se determinados momentos-chave de sua história não tivessem ocorrido.

Assim como nas revistas, no primeiro episódio da animação, O Vigia nos leva a imaginar o que teria acontecido se a realidade dos filmes do UCM, fosse alterada por pequenos eventos ou situações que se desenrolassem de maneira diferente.

Um conceito bem parecido foi introduzido na série Loki, onde descobrimos que podem existir diferentes versões de um mesmo personagem, fazendo parte de um multiverso gigantesco, que beira os limites do inimaginável.

What If...? é dirigida por Bryan Andrews, que traz em sua bagagem, roteiros para "Samurai Jack" e criação de storyboards para produções da Marvel, como "Vingadores: Ultimato" e "Doutor Estranho".

A série do Disney+ foi escrita e produzida por Ashley C. Bradley, que se tornou bastante conhecida por seu trabalho em "Caçadores de Trolls" e "Os 3 Lá Embaixo", da trilogia criada por Guillermo del Toro.

What If...? nos leva a explorar essas realidades alternativas, a partir da ótica de Uatu, mais conhecido nas histórias da Marvel Comics como O Vigia, um alienígena, que faz parte de uma raça constituída por seres extremamente poderosos.

Estas entidades se dedicam a observar os acontecimentos do Universo, mas são proibidos de interferir no curso da história, sendo que Uatu é o responsável pela Terra e suas proximidades.

Neste primeiro episódio de What If...?, somos levados a observar o que aconteceria se Peggy Carter tivesse recebido o Soro do Supersoldado no lugar de Steve Rogers.

Isto aconteceria nesta realidade, pois no instante em que o experimento que deu poderes ao Capitão América iria começar, o laboratório é atacado, e Steve é baleado pelo terrorista, que acaba sendo detido por Peggy.

Devido a fragilidade da saúde de Steve, ele não pôde participar do programa, e quem precisou entrar na máquina para receber a injeção do Soro, foi a Agente Carter.

A mudança nos planos não agradou à alta cúpula da Reserva Científica Estratégica ou SSR, (que posteriormente viria a se tornar a S.H.I.E.L.D.), especificamente pelo fato de Peggy ser uma mulher.

A intenção do episódio, é expor o machismo que sempre foi tão presente no meio militar, com o líder da SSR, Coronel Flynn, até mesmo chegando a enfatizar:

“Mulheres não são soldados, e com certeza não lutam na linha de frente. Elas poderiam quebrar uma unha“.

Todo esse preconceito serve apenas como motivação para Peggy Carter provar o contrário ao longo do episódio, se tornando a Capitã Carter, a Primeira Vingadora.

Com a ajuda de Howard Stark, que desenvolve um uniforme e um escudo, a heroína parte para a Alemanha, a fim de interceptar a H.I.D.R.A e recuperar o Tesseract, que estava sendo levado para Berlim.

Contrariando as expectativas do Coronel Flynn, a Capitã Carter precisará enfrentar os Nazistas, que também a subestimam, por se tratar de uma mulher, para trazer o poderoso artefato de volta, impedindo que ele caia nas mãos de Hitler.

Seguindo os mesmos passos de Falcão e o Soldado Invernal, que introduziu o primeiro Capitão América negro e trouxe temas como representatividade e segregação racial, What if…? inicia a temporada, colocando a Agente Carter como uma verdadeira protagonista.

Já no primeiro episódio, a série lidou com questões bastante atuais, como a liderança feminina, e ainda fez duras críticas ao machismo e ao patriarcalismo existentes no meio militar.

A própria série "Agent Carter" da ABC já trazia essa premissa, onde Peggy precisava mostrar que era suficientemente boa para executar as missões da SSR, enquanto seus colegas de trabalho insistiam em tratá-la apenas como uma secretária.

A decisão de se utilizar o Soro do Supersoldado em Carter, ao invés de Rogers, desagradou a alta cúpula do exército, que não aceitou a ideia de uma mulher sendo o símbolo máximo de patriotismo e heroísmo no combate ao Nasismo.

Mesmo com uma mudança enfática, personagens como Bucky Barnes e o próprio Steve Rogers (que se tornou o Esmagador Hidra) não foram esquecidos. Os dois tiveram seus momentos de glória no primeiro episódio, mas sem ofuscar o brilho de Carter.

Mesmo com todas as mudanças na realidade alternativa, o episódio acerta ao não modificar a dinâmica do relacionamento entre Peggy e Steve, fazendo com que a empatia do público seja imediata, devido à familiaridade que já se tem com essa interação do casal. 

Contudo, é inevitável dizer que a Capitã Carter é de fato, o ponto alto da trama, nos levando a imaginar se ela poderá ser reutilizada em algum dos próximos filmes do MCU, algo que seria bem interessante de se ver.   

Sem contar que a empolgação, a inteligência e o ideal revolucionário da personagem são traduzidos perfeitamente pela dublagem impecável da atriz Hayley Atwell, que repete o papel.

O fato é que um bom começo de temporada nos deixa ainda mais ansiosos para saber quais realidades alternativas, What If...? irá explorar. 

Já sabemos que personagens queridos pelos fãs, como  T´Challa, Stephen Strange, Loki, Bucky Barners, Bruce Banner, Nebula e Scott Lang, aparecerão em versões diferentes das já apresentadas nos filmes.

Alguns rumores apontam para que What If...? não exista isoladamente, mas que as realidades apresentadas na animação, sejam um vislumbre do multiverso recém introduzido no UCM. 

Esta hipótese poderia ter um forte impacto nos projetos futuros do UCM, mas ainda não foi oficialmente confirmada.

O Disney+ irá disponibilizar cada um dos episódios em seu catálogo, todas as quartas-feiras. O estúdio já confirmou uma segunda temporada, mas nenhuma data de estreia foi mencionada. 

E aí, qual é sua expectativa para os próximos episódios de What If...? no catálogo do Disney+? Deixe sua opinião sobre a nova animação da Marvel nos comentários e continue acompanhando nosso conteúdo! 

 

Siga o Varginha Online no Facebook, Twitter e no Instagram.

Receba gratuitamente nossas notícias no seu celular, escolha o aplicativo de sua preferência:

 
Últimas Notícias

Comente a Notícia!

Página Principal | Notícias | Entretenimento | Guia Comercial | Guia de Bares e Restaurantes | Guia de Hospedagem
SIGA O VARGINHA ONLINE Curta a Página do VOL no Facebook Siga o VOL no Twitter Fale conosco
Expediente | Privacidade | Entre em Contato | Central do Usuário | Anuncie no Varginha Online

Todos os direitos reservados 2000 - 2021 - Varginha Online - IPHosting- Hospedagem de Sites (Parceiro Varginha Online)