Notícias | Cidades
Emater contabiliza prejuízos e aponta área de mais de 11,5 mil hectares atingida por geadas em Varginha
Iago Almeida / Varginha Online | 26/07/2021 - 15:59:04
(Foto: Cleber Orígenes)
Um levantamento divulgado pela Emater-MG de Varginha, mostrou que várias áreas da cidade foram atingidas pelas geadas e sofreram prejuízos em lavouras e plantações, confirmando o inverno intenso que o Sul de Minas vem vivenciando em 2021, especialmente em julho.
 
Segundo o documento, 2.432 hectares (ha) da área de café sofreram prejuízos (de uma área total de 9.728 ha), além de 9.084 hectares de pastagem formada (do total de 9.084 ha, ou seja, 100%), 10 hectares de fruticultura - laranja (do total de 10 ha, também 100%) e 16 hectares de olericultura (do total de 16 ha, 100%), somando uma área total de 11.542 hectares de área atingida em Varginha.
 
Segundo o documento, as comunidades atingidas foram: Paradinha, Walita, Tachos, Posses, Mascatinho, Pedra Negra, Martins, Pitangui, Vista Alegre, Salto, Buenos, Aeroporto e Ribeirão Santana (áreas de café); Paradinha, Flora e Vargem (área de hortaliças). 
 
Do total de área atingida, o levantamento apontou ainda que, das áreas cafeeiras atingidas, 20% teve grau de severidade baixo, 30% médio e 50% alto. Já a área de Floricultura teve 100% da área tingida apontada como grau de severidade baixo e a Olericultura, 90% baixo, 05% médio e 05% alto. E a Pastagem Formada, teve 20% baixo, 30% médio e 50% alto
 
Ministério da Agricultura ajudará cafeicultores da região
 
A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, esteve em Alfenas na última sexta-feira (23) e afirmou que será definida uma solução para os prejuízos causados aos cafeicultores em decorrência das geadas, situação agravada por ocorrer logo após o período de seca. O Estado registrou a maior geada dos últimos 20 anos.
 
Teresa Cristina desembarcou no Aeroporto de Varginha, na manhã de sexta-feira (23), de onde seguiu de carro para Alfenas. O primeiro compromisso foi na Fazenda Primavera, com o objetivo de verificar a situação dos danos causados à lavoura de café pelas fortes geadas em Minas Gerais, ocorridas principalmente na madrugada de terça-feira (20). Em seguida, participou da reunião sobre os prejuízos causados aos cafeicultores.
 
Ela afirmou que a solução será definida em conjunto com os governos federal e de Minas Gerais, cooperativas e prefeitos. “Solução existe. Contem conosco, pois juntos vamos achar uma maneira para sair desta situação de cafezais praticamente dizimados no estado de Minas Gerais”, afirmou, em transmissão ao vivo do Sindicato Rural de Alfenas.
 
A ministra pediu que os produtores forneçam dados detalhados sobre as perdas. "O levantamento que será feito pelas equipes técnicas do estado, pela nossa equipe da Conab [Companhia Nacional de Abastecimento] será fundamental para se construir uma política para a região. Pedimos para os produtores que eles nos forneçam os dados corretamente, fotografem as suas lavouras neste momento e que todo mundo fique tranquilo porque juntos vamos achar um caminho para sair dessa situação de perdas que a geada nos trouxe", disse.
 
Monitoramento do Inmet
 
O Ministério da Agricultura destaca que o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) disponibilizou uma plataforma de monitoramento de possíveis geadas no Brasil. No mapa, o agricultor pode verificar a possibilidade de ocorrências de geadas baseada nos dados registrados por estações meteorológicas.
 
Ao clicar nos balões disponíveis no mapa, é possível capturar o dia, a temperatura e a possível ocorrência. Na tabela também são oferecidas as mesmas informações. No mapa, as informações serão agregadas com o decorrer do tempo, além disso é possível pesquisar o registro de geadas, até os últimos 30 dias.

Previsão do tempo para os próximos dias
 
Uma nova frente fria se aproxima e fará com que os termômetros caiam novamente no Sul de Minas. Mais geadas são esperadas para Varginha e outras cidades da região, principalmente na Serra da Mantiqueira. Confira a previsão do tempo para a semana, na cidade.
 
Do total de área atingida, o levantamento apontou ainda que, das áreas cafeeiras atingidas, 20% foi grau de severidade baixo, 30% médio e 50% alto. Já a área de Floricultura teve 100% da área tingida apontada como grau de severidade baixo e a Olericultura, 90% baixo, 05% médio e 05% alto. E a Pastagem Formada, teve 20% baixo, 30% médio e 50% alto.
 

Siga o Varginha Online no Facebook, Twitter e no Instagram.

Receba gratuitamente nossas notícias no seu celular, escolha o aplicativo de sua preferência:

 
Últimas Notícias

Comente a Notícia!

Página Principal | Notícias | Entretenimento | Guia Comercial | Guia de Bares e Restaurantes | Guia de Hospedagem
SIGA O VARGINHA ONLINE Curta a Página do VOL no Facebook Siga o VOL no Twitter Fale conosco
Expediente | Privacidade | Entre em Contato | Central do Usuário | Anuncie no Varginha Online

Todos os direitos reservados 2000 - 2021 - Varginha Online - IPHosting- Hospedagem de Sites (Parceiro Varginha Online)