Coluna | Expressão
Fabricio Serafim
34, é economista e ativista social em Varginha-MG, escreve às quintas-feiras neste espaço, no jornal Correio do Sul (Varginha) e no Jornal do Estado (Pouso Alegre).
Da Navalha ao Mensalão: Paraíso da corrupção!
23/05/2007
Desde muito cedo, aprendemos com nossos pais que “quem rouba um tostão, rouba um milhão” e que não existe gente muito honesta ou mais ou menos honesta. É honesto ou é desonesto. E ponto.

Mas parece que nossos políticos não receberam tais ensinamentos em casa ou, pior, são filhos de chocadeira, sem a menor referência de conduta; aquela que pauta a vida da grande maioria do nosso povo. Gente que trabalha 40 horas semanais, ganhando o sustento do dia a dia. Um salário mínimo. R$ 380,00. Observem bem esta cifra! Trezentos e oitenta reais! Dinheiro suado, com o qual esta gente vai sobrevivendo e sustentando a família, sem desviar um centavo sequer do caixa do patrão, sem superfaturar, sem ludibriar.

Imaginem agora o trabalhador, chegando em casa, ligando seu televisor adquirido em 24 prestações, com juros de 6,0% ao mês, ouvindo a Fátima Bernardes anunciar que milhões de reais foram desviados de obras públicas!

Operação Navalha, Sanguessugas, Mensalão, Pasta Rosa, SIVAM... Ministros, governadores, senadores, deputados, assessores, desembargadores, juízes, procuradores... Que bela camarilha!

Na vizinha Argentina, por muito menos, estaríamos nas ruas, batendo panelas, exigindo cassações! Mas em nosso país tropical, abençoado por Deus, parece que perdemos – se é que algum dia tivemos – nossa capacidade de indignação! Permanecemos deitados, eternamente, em berço esplêndido!

Não estão roubando nosso dinheiro. Estão roubando a educação de nossas crianças, as ambulâncias de nossos doentes, as estradas por onde escoa nossa produção. Estão assassinando bebês por desnutrição, velhos por falta de remédios, mulheres por ausência de acompanhamento pré-natal.

Pra não ir muito longe, sai dinheiro de Furnas para financiar deputado, enquanto muita gente não tem energia elétrica dentro de casa! Sai dinheiro de rodovias e de pontes para encher as burras desta quadrilha, enquanto corremos risco de morte para viajar entre Paraguaçu e Alfenas, entre Machado e Poços de Caldas... Sai dinheiro da construção de presídios, logo ali, enquanto centenas de famílias são ameaçadas por criminosos, que falam pelo celular, da tranqüilidade de nossa carceragem.

Que paraíso! Paraíso dos corruptos, dos bandidos, dos batedores de carteira, como diria a Heloísa Helena (Ah, que falta ela faz no Senado!). Paraíso da falta de decoro, da falta de vergonha na cara. Paraíso onde se transporta dinheiro público em malas e cuecas, às centenas de milhares, para pagar propina, à luz do dia, em gabinetes, hotéis e aeroportos – que ultimamente só servem mesmo para este fim...

Do que adianta o belo trabalho da Polícia Federal, se ninguém é rigidamente punido? Do que adiantam as boas intenções do Plano de Aceleração do Crescimento, se o dinheiro vaza, aos borbotões, pelos ralos da clandestinidade? Do que adianta o excelente desempenho do governo na economia, se não conseguimos livrar a nação do analfabetismo, da violência, da prostituição infantil, do tráfico de drogas?

Acorda Brasil! Não adianta reclamar para o William Bonner. Temos que acompanhar, cobrar, exigir. Justiça seja feita! Cadeia neles!

Comente!

 
Últimos artigos deste colunista
« ver todos
 
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Colunistas

Página Principal | Notícias | Entretenimento | Guia Comercial | Guia de Bares e Restaurantes | Guia de Hospedagem
SIGA O VARGINHA ONLINE Curta a Página do VOL no Facebook Siga o VOL no Twitter Fale conosco
Quem Somos | Entre em Contato | Cadastre sua Empresa | Cadastre seu Evento | Central do Usuário | Anuncie no Varginha Online

Todos os direitos reservados 2000 - 2014 - Varginha Online - IPHosting- Hospedagem de Sites (Parceiro Varginha Online)